Wilton Junior/ Estadão
Wilton Junior/ Estadão

'Fiquei muito preocupado com a rejeição', diz Renato Aragão sobre o novo 'Os Trapalhões'

Remake que estreia na TV no dia 17 de julho trará de volta quadros de sucesso do programa humorístico 

João Paulo Carvalho, O Estado de S.Paulo

11 de julho de 2017 | 16h42

RIO - O elenco do novo Os Trapalhões foi oficialmente apresentado à imprensa na tarde desta terça-feira, 11, no Rio de Janeiro. A série, que fez sucesso na TV Globo no fim da década de 1970, volta às telinhas no canal Viva no próximo dia 17 de julho com quatro novos integrantes: Didico (Lucas Veloso), Dedeco (Bruno Gissoni), Mussa (Mumuzinho) e Zaca (Gui Santana). Renato Aragão e Dedé Santana, do elenco original, também retornam à trama "como mestres dos novatos". "Nos preocupamos em manter o legado do programa, um formato para a família toda. A gente não ficou com medo de fazer um humor politicamente incorreto, mas sabemos que os tempos mudaram em relação àquela época", afirmou o diretor-geral do humorístico, Fred Mayrink.

Um dos destaques do novo Os Trapalhões é o ator Gui Santana, que interpreta Zacarias. Com trejeitos que lembram bastante o personagem original, vivido pelo ator Mauro Faccio Gonçalves (1934 - 1990), Gui se destaca pela espontaneidade em frente às câmaras. "O Zacarias é o mais caricato de todos os trapalhões. Foi uma responsabilidade muito grande interpreta-lo nas telinhas. O Zacarias é, na verdade, uma criança. Ele faz humor sem ofender ninguém. O que precisa ficar claro é que eu não sou o Zacarias. Assim como o Mumuzinho não é o Mussum", conta Gui.

O sambista Mumuzinho, outro destaque do remake, também recebeu elogios dos veteranos Didi e Dedé. "Quem mais se destacou, para mim, foi o Mussa. O Mussum tem um jeito único, difícil de reviver. O Mumuzinho veio do samba, da música. Nunca tinha trabalhado como ator antes. Ele me surpreendeu", afirmou Renato Aragão. "Quando recebi o convite, dormia assistindo aos episódios de Os Trapalhões todos os dias. Eu tive contato com a família do Mussum. Estudei todos os trejeitos dele. O Dedé me contou que nas gravações o Mussum dificilmente usava texto.  Ele tinha aquele jeito espontâneo e engraçado", diz Mumuzinho, que se emocionou ao lembrar do convite recebido.

Durante a coletiva de imprensa realizada no Projac, na tarde desta terça, foram exibidos teasers de alguns capítulos da trama, assim como a vinheta de apresentação da série. "Eu fiquei muito preocupado com a rejeição dos meninos. Didico, Dedeco, Zaca e Mussa não são Didi, Dedé, Zacarias e Mussum. Temos aqui personagens diferentes e que estão treinando para serem trapalhões. Sei que as comparações são inevitáveis, mas o público não deve fazer isso", lembrou Renato Aragão.

O ator Lucas Veloso (Didico) relembrou a importâncias de Os Trapalhões para a TV brasileira. "Os Trapalhões me ensinaram a ser criança novamente. Desde cedo, tive de amadurecer muito rápido. Perdi meu pai no ano passado e desde então a coisa ficou mais seria para mim. O Didi (Renato Aragão) representa aquela criança que ninguém nunca quer deixar de ser. Obrigado por mais essa lição recebida, Renato", confessou Lucas.

O novo Os Trapalhoes estreia no canal pago Viva no dia 17 de julho. Serão, ao todo, 9 episódios. O humorístico chegará à TV aberta, na Globo, em setembro. Além dos esquetes inéditos, o programa também trará de volta quadros de sucesso. O quartel-general aparecerá novamente, desta vez, porém, com Ermani Morais no papel de Sargento Pincel. O debochado Nojento, Tchan também voltará à cena na voz de Tião, vivido por Nego do Borel. 

Os musicais, clássicos que marcaram toda uma geração, também voltarão ao programa. O sucesso Papai, Eu Quero me Casar, ganhará uma nova versão com personagens mais atuais, incluindo até o juiz Sérgio Moro.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.