DIVULGAÇÃO
DIVULGAÇÃO
Imagem Cristina Padiglione
Colunista
Cristina Padiglione
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Fé eletrônica lidera espaço na TV aberta, segundo monitoramento de 9 canais

Cristina Padiglione, O Estado de S. Paulo

20 de junho de 2016 | 03h00

A boa notícia é que 83,3% do total de programação monitorada em nove canais abertos (Band, CNT, Globo, Record, RedeTV!, SBT, TV Brasil, TV Cultura e TV Gazeta) em 2015 é nacional. A má notícia é que a programação religiosa encabeça a lista dos gêneros mais frequentes, com 21,1% no total de horas da programação. Em 2º lugar estão os telejornais, com 14, 6%. Os dados são do Informe de Acompanhamento do Mercado de TV Aberta, realizado pela Superintendência de Análise de Mercado (SAM) da Agência. A pesquisa completa está no o site do OCA – Observatório Brasileiro do Cinema e do Audiovisual (http://oca.ancine.gov.br/estudos.htm).
Educação é a categoria que menos ocupa tempo na grade. É mais bem representada na TV Brasil, com 10,8%, e na TV Cultura, com 9,6%.
O formato séries e minisséries, brasileiras e estrangeiras, ocupou 12% do total de horas. Filtrando o segmento para a origem brasileira, foram veiculados 85 títulos. A TV Brasil, com 53%, e a TV Cultura, com 31%, são as que mais programaram séries e minisséries nacionais – mas isso inclui todo o pacote de reprises de ambas. A Globo ocupa a 3ª posição, representando 10% do tempo total. CNT e Rede TV! zeraram nesse quesito. Nesse universo seriado brasileiro, cresceu a participação de Animação (24,9%), de ficção (52,1%) e caiu a de Documentário (23%). O cinema nacional marcou presença com 384 veiculações, de um total de 262 filmes. A TV Brasil lidera, com 120 títulos, seguida da Globo, com 87 filmes, e da TV Cultura com 55. O SBT não exibiu nenhum filme nacional, só 177 estrangeiros.
Ave! Sim, é Zé Celso Martinez Corrêa, vestido como cientista em uma participação luxuosa que deve durar dois ou três capítulos de Manual Para se Defender de Aliens, Ninjas e Zumbis, nova série da Contente Produções para a Warner. A direção é de André Moraes.
‘O Estranho Show de Renatinho’ é o nome  do novo programa de Tatá Werneck no Multishow, com sua banda, a  Renatinho, formada por Mauricio Meirelles, Murilo Couto, Nil Agra e Marco Gonçalves.
São 20 episódios, com produção da Floresta,   direção de Lilian Amarante e roteiro final de Fabio Embu e Rafael Fanganiello. Estreia em  agosto.
Charles Gavin e  Simone Zuccoloto serão os comentaristas do Canal Brasil na transmissão ao vivo do Prêmio da Música Brasileira, nesta quarta,  a partir das 22h, direto do Theatro Municipal do Rio. 
Na ocasião,  Júlio Andrade revive no palco o músico Gonzaguinha, personagem que interpretou no filme Gonzaga: De Pai para Filho.
3 episódios da lendária série ‘O Vigilante Rodoviário’ serão exibidos na Praça Tiradentes durante a 11ª Mostra de Cinema de Ouro Preto, na sexta, 24, na presença do protagonista,  Carlos Miranda
“Quase terminando a primeira temporada de #Sense8, uma pergunta: por onde andei em 2015?”
Ivam Cabral, SOBRE UM HIT DA NETFLIX, NO TWITTER

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.