Favela real inspira a da ficção

A favela cenográfica Portelinha, cenário de destaque na próxima fase de Duas Caras, promete impressionar muita gente. Obra do cenógrafo Mário Monteiro, que passou meses em favelas reais captando todos os detalhes, o morro da ficção terá reproduzido oficinas mecânicas, restaurantes e comércio em geral. Ao todo, são 120 casas, algumas construídas com interiores: como a igreja evangélica e a quadra da escola de samba.

O Estado de S.Paulo

06 Outubro 2007 | 22h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.