Hélvio Romero/Estadão
Hélvio Romero/Estadão

Exposição 'Entra Que Lá Vem História' resgata 50 anos de TV Cultura

Mostra estreia nesta sexta-feira, 22; cenários de programas infantis são destaque

Thaís Ferraz, Especial para O Estado

24 de maio de 2019 | 03h00

De Roda Viva a Vila Sésamo, passando por Viola Minha Viola e Repórter Eco, a TV Cultura produziu, nas últimas décadas, programas que perduraram na telinha e acompanharam mais de uma geração. Contar a história do canal, que completa 50 anos no dia 15 de junho, é a missão da exposição Entra Que Lá Vem História, que estreia nesta sexta-feira, 24, no Shopping Eldorado, em Pinheiros.


Com curadoria do ator, escritor e roteirista Flavio de Souza, cocriador do Castelo Rá-Tim-Bum e ‘pai’ do Mundo da Lua, a mostra se organiza em 40 ambientes que homenageiam mais de 50 programas da Cultura. Para isso, são utilizados figurinos e objetos originais dos programas, reproduções de cenários e até sonoras extraídas do canal. 

“Tentamos contemplar todos os tipos de programas que tivemos e, dentro de cada tipo, exibir os mais relevantes – seja do ponto de vista artístico, do pioneirismo ou de audiência”, explica Flavio de Souza. Como exemplo, cita o jornalístico Vox Populi. “Foi o primeiro programa do Brasil que permitiu ao público fazer perguntas”, diz. 

Os programas educativos também estão entre os destaques da exposição. Inglês com Música e Vestibulando, que tinha objetivo de preparar jovens para processos seletivos, são algumas das atrações. Na seção de dramaturgia, a exposição recorda clássicos como Contos da Meia Noite e Persona em foco, destacando participações de Fernanda Montenegro, Aguinaldo Silva e Antônio Abujamra. 

Nem tudo na exposição é sobre o passado. Além dos programas que marcaram época e continuam sendo transmitidos, novos títulos também são homenageados em Entra Que Lá Vem História. A série Pedro e Bianca, vencedora do Emmy Kids de 2014, e Cultura Livre, de 2011, mostram uma emissora que procura se manter atual.

Com maior apelo ao público, os cenários dos programas infantis são cuidadosamente reproduzidos na exposição. No quarto de Lucas Silva e Silva, até as fotografias da parede são iguais às do programa. Em Sésamo, é possível ver os bonecos originais da atração. E Castelo Rá-Tim-Bum dá um gosto do que foi a exposição que atraiu mais de 1 milhão de pessoas ao Memorial da América Latina. 

Toda a exposição, aliás, foi pensada para fornecer bons cenários para fotos, explica Flavio de Souza. “Assim, as pessoas podem fazer registros melhores, não só fotos gerais, mas interagindo com os cenários”, explica.

Para Souza, Entra Que Lá Vem História cumpre uma função importante. “Em tempos em que tudo o que é público é associado à corrupção e falta de qualidade, a exposição lembra que o Brasil tem o privilégio de ter uma TV pública que, há tantos anos, faz programas relevantes e até presta serviços para o telespectador”, afirma.

Serviço: Entra que lá vem história - Exposição TV Cultura. Shopping Eldorado. Av. Rebouças, 3970 - Pinheiros - São Paulo. De terça a sexta-feira, 12h às 22h. Sábados e feriados, das 10h às 22h. Domingos, das 12h às 21h. R$ 24 (inteira). Até 22/9.

Tudo o que sabemos sobre:
TV Culturatelevisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.