AFP PHOTO / VALERIE MACON
AFP PHOTO / VALERIE MACON

‘Episodes’, com Matt LeBlanc, acompanha dois roteiristas tentando fazer carreira em Hollywood

Em entrevista por telefone, o ator que fez Joey em 'Friends' falou de sua vida – real – desfrutando do sol no terraço de um hotel

Kathryn Shattuck  , The New York Times

27 Agosto 2017 | 03h00

A década de 1990 foi surreal a partir de 1994 quando os fãs confundiam Matt LeBlanc com Joey Tribbiani, seu alter ego em Friends: um ator agitado com apetite voraz e também um pouco burro. Assim, quando David Crane, criador da sitcom, propôs uma nova série, Episodes, para LeBlanc, ele de início ficou preocupado, pois a ideia era que interpretasse um personagem chamado Matt LeBlanc, encarnando ele próprio.

“Eu pensei: Estarei me interpretando? Não sei o que isso significa. A que ponto tem a ver realmente comigo? E tinha dúvidas se não seria prejudicial para mim.” (Aparentemente não, pois Matt recebeu quatro indicações para o Emmy e conquistou um Globo de ouro.)

Episodes, cuja quinta, e última, temporada pode ser vista no canal Showtime, acompanha dois roteiristas britânicos de TV (interpretados por Tamsin Greig e Stephen Mangan) cuja novela premiada sobre o diretor de uma escola de elite tem um tratamento de Hollywood, incluindo no papel principal Matt LeBlanc. E em pouco tempo sua comédia erudita se torna tão simplória como um guia CliffsNotes muito usado.

Em entrevista por telefone de Los Angeles, onde vive quando não está gravando Top Gear da BBC em Londres, Matt LeBlanc falou de sua vida – real – desfrutando do sol no terraço de um hotel. Abaixo alguns trechos da entrevista:

Depois de Friends, que terminou em 2004, e da sua continuação, Joey, em 2006, você fez uma pausa do trabalho por quase cinco anos.

Estava cansado e enfrentando um divórcio. Pretendia ficar um ano parado e passei um tempo tão bom não fazendo nada, que pensei: “Sabe de uma coisa? Vou ficar de folga mais tempo. Mas então, David e Jeffrey me ofereceram o papel em Episodes.

Fazer um personagem que é uma versão desfavorável de você mesmo deve ter sido um pouco desencorajador.

Conheço David e Jeffrey desde Friends e confiei totalmente neles. Aceitei o papel independentemente da história, das piadas, até de algumas ideias que no início me deixaram em dúvida. Sabia que eles se preocupariam comigo.

O talento do seu personagem alimentou muitas piadas e esta temporada começa de modo muito hilário. Nunca sentiu necessidade de estabelecer alguns limites?

Na verdade, em todas as cinco temporadas da série, apenas uma piada não me deixou à vontade. Pedi para ser tirada do roteiro. Achei-a repugnante. E depois, à medida que o tempo passou, inseria coisas e eles achavam um pouco grosseiras. “Não podemos pôr isso!”

Ficou livre para interpretar o Matt fictício?

Do mesmo modo que interpretei Joey Tribbiani. Não há regras. O céu era o limite. Eles simplesmente não se preocupavam com as consequências de suas ações. Como uma criança.

Finalmente, você conseguiu evitar Friends?

Tenho muito orgulho de Friends. Não acho que devo deixar essa série para trás. E acho que nenhum dos atores conseguirão um dia se libertar dela. Também não vejo motivo para isso. É uma série que novas gerações descobrem a cada ano e é atual sempre, em todo o mundo, transmite alegria, o que é algo positivo.

Você tem uma filha de 13 anos, Marina. Ela assistiu à série?

Ela assistiu a um ou outro episódio, mas acho que já me vê muito. Não acredito que queira me ver também na TV.

No programa Top Gear, você dirige uma Ferrari 812 hiperveloz e um Porsche Panamera Gran Turismo. Na vida real, que tipo de carro você gosta?

Sou fã do Porsche 911. Tenho uma pequena coleção. 

Perfeito para um homem que acaba de chegar aos 50 anos. Como está encarando esse momento?

Acho que está na hora de parar e desfrutar das coisas boas. Poderia simplesmente desaparecer aos poucos.

Depois dessa série o que planeja fazer?

Fazer uma sesta. / TRADUÇÃO DE TEREZINHA MARTINO

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.