Entre as séries, ausências e um franco favorito

'Breaking Bad' tem vencido 'House of Cards' em outras premiações; sucesso entre as comédias, 'Veep' ficou de fora da lista

João Luiz Sampaio, O Estado de S. Paulo

11 de janeiro de 2014 | 01h33

House of Cards chegou à cerimônia do Emmy, o chamado Oscar da TV americana, como grande favorito. Não apenas pela atuação de Kevin Spacey no papel do inescrupuloso congressista norte-americano - mas também pelo simbolismo que carregava: foi a primeira série feita exclusivamente para a internet a competir de igual para igual com criações das principais redes de tevê americanas.

A expectativa poderia ser similar para o Globo de Ouro - mas a comoção provocada pelo fim de Breaking Bad, que acabou inclusive vencendo o Emmy, faz com que nada pareça garantido na premiação da noite de domingo. Ou, se é possível fazer apostas, seria mais justo acreditar na repetição do sucesso da série sobre o professor de química que se transforma em traficante e seu protagonista, Bryan Cranston - ainda que, no Emmy, o prêmio de melhor ator tenha ficado com Jeff Daniels, de The Newsroom, e que Michael Sheen (Masters of Sex) e Michael J. Fox (The Michael J. Fox Show) não possam ser completamente desconsiderados como fortes candidatos.

Nas comédias, chamou atenção a ausência, na lista de melhores séries, de Veep, em que Julia Louis-Dreyfus interpreta a vice-presidente americana. Há novidades, como Girls e Brooklyn Nine-Nine. Renovação? Pode ser. Mas elas precisarão desbancar eternas favoritas, como Modern Family e The Big Bang Theory.

Os indicados

Drama:

Breaking Bad

The Good Wife

House of Cards

Masters of Sex

The Newsroom

Comédia:

The Big Bang Theory

Brooklyn Nine-Nine

Girls

Modern Family

Parks and Recreation

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.