Mike Blake/Reuters
Mike Blake/Reuters

Emmy 2020: Cerimônia virtual de premiação desperta curiosidade

Sem tapete vermelho, formato imposto pela pandemia de coronavírus será inédito para a principal premiação da televisão

Jill Sergeant, Reuters

17 de setembro de 2020 | 15h51

LOS ANGELES - A Califórnia pode estar em chamas e os Estados Unidos no meio de uma pandemia de coronavírus, mas Hollywood espera que possa haver algum respiro em uma festa - embora à distância - na entrega dos prêmios Emmy de domingo.

A principal premiação da televisão vai acontecer em uma cerimônia virtual ao vivo, apresentada por Jimmy Kimmel, mas sem uma audiência de celebridades ou tapete vermelho, após seis meses de isolamento, sem shows ao vivo e uma temporada perdida de filmes.

“A televisão realmente tem dominado e ajudado as pessoas nos últimos seis meses de pandemia. Portanto, talvez haja um sentimento de querer ver como essas coisas que descobrimos durante a quarentena, ou assistimos novamente, se sairão no domingo”, disse Gerrad Hall, editor sênior de TV da Entertainment Weekly.

Os produtores do Emmy dizem que descartaram o manual do programa de premiação e estão buscando algo divertido e inesperado, embora cientes dos incêndios florestais, da pandemia e de uma campanha eleitoral presidencial divisiva.

“Estamos tentando fazer este show tendo como pano de fundo muitas coisas que estão acontecendo neste país”, disse o coprodutor Ian Stewart aos repórteres.

A televisão provou ser uma fuga para milhões durante o isolamento, mas muitos dos programas do Emmy estão longe de ser fúteis, em uma programação que é mais forte do que nunca na diversidade.

Watchmen, baseado em uma história em quadrinhos, mas repleto de temas de injustiça racial, lidera o número de indicações com 26 e deve terminar como um dos maiores vencedores da noite.

Veja a lista de indicados ao Emmy Awards 2020:

Melhor ator em série de comédia

Michael Douglas, "Método Kominski"

Anthony Anderson, "Black-ish"

Ted Danson, “The Good Place”

Don Cheadle, “Black Monday”

Eugene Levy, “Schitt’s Creek”

Ramy Youssef, “Ramy”

Melhor atriz em série de comédia

Christina Applegate, “Dead to Me”

Rachel Brosnahan, “The Marvelous Mrs. Maisel”

Linda Cardellini, “Dead to Me”

Catherine O’Hara, “Schitt’s Creek”

Issa Rae, “Insecure”

Tracee Eliss Ross, "Black-ish"

Melhor ator em série de drama

Jason Bateman, “Ozark”

Sterling K. Brown, “This Is Us”

Steve Carrell, "The Morning Show"

Brian Cox, “Succession”

Billy Porter, “Pose”

Jeremy Strong, “Succession”

Melhor atriz em série de drama

Jennifer Aniston, “The Morning Show”

Olivia Colman, “The Crown”

Jodie Comer, “Killing Eve”

Laura Linney, “Ozark”

Sandra Oh, "Killing Eve"

Zendaya, "Euphoria"

Melhor atriz em minissérie ou filme para TV

Kerry Washington, “Little Fires Everywhere”

Cate Blanchett, “Mrs. America”

Shira Haas, “Unorthodox”

Regina King, “Watchmen”

Octavia Spencer, "Self Made"

Melhor ator em minissérie ou filme para TV

Jeremy Irons, “Watchmen”

Hugh Jackman, “Bad Education”

Paul Mescal,  "Normal People"

Jeremy Pope, "Hollywood"

Mark Ruffalo, “I Know This Much Is True”

Melhor minissérie

“Little Fires Everywhere” 

“Mrs. America”

“Unbelievable” 

“Unorthodox” 

"Watchmen"

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.