Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Mario Anzuoni/ Reuters
Mario Anzuoni/ Reuters

Ellen DeGeneres receberá Globo de Ouro pelo conjunto da obra na TV

Prêmio será dado como reconhecimento pela sua carreira de 25 anos; cerimônia vai acontecer em janeiro do ano que vem

Jill Serjeant/Reuters, Agências

04 de novembro de 2019 | 16h08

LOS ANGELES - A comediante Ellen DeGeneres receberá um Globo de Ouro pelo conjunto da obra no ano que vem, um reconhecimento à sua carreira de 25 anos na televisão norte-americana, disseram organizadores nesta segunda-feira.

DeGeneres, de 61 anos, será a segunda homenageada do Prêmio Carol Burnett, oferecido à própria Burnett na cerimônia de janeiro do Globo de Ouro.

Uma das celebridades lésbicas mais proeminentes, DeGeneres iniciou a carreira no stand-up e depois migrou para a TV. Atualmente ela comanda o talk show The Ellen DeGeneres Show.

“Além de seu sucesso na televisão, ela é uma atiista e filantropa, emprestando sua voz àqueles que não a têm e espalhando gentileza e alegria graças ao poder de sua plataforma”, disse Lorenzo Soria, presidente da Associação da Imprensa Estrangeira de Hollywood (HFPA), que concede os Globos de Ouro.

DeGeneres já recebeu as duas maiores honrarias dos Estados Unidos – a Medalha Presidencial da Liberdade e o Prêmio Mark Twain de Humor Americano.

Além de seu trabalho na TV, DeGeneres dublou a peixinha neurótica Dory nas animações Procurando Nemo e Procurando Dory.

O Prêmio Carol Burnett foi criado pela HFPA em reconhecimento à nova Era de Ouro da TV norte-americana – mais de 500 programas roteirizados são transmitidos em plataformas convencionais ou de streaming a cada ano.

A cerimônia do Globo de Ouro, que premiará atrações da TV e do cinema, acontecerá em Beverly Hills no dia 5 de janeiro de 2020.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.