Danny Moloshok/Reuters
Danny Moloshok/Reuters

Ed Asner, ator de 'Lou Grant' e dublador de 'Up', morre aos 91 anos

Artista ficou conhecido principalmente por seu trabalho em séries norte-americanas nos anos 1970 e 1980

Redação, O Estado de S.Paulo

29 de agosto de 2021 | 17h12

O ator Ed Asner morreu neste domingo, 29, aos 91 anos. Em seu perfil oficial no Twitter, a família do artista publicou uma breve nota: "Lamentamos informar que nosso amado patriarca morreu nesta manhã, pacificamente. Palavras não podem expressar a tristeza que sentimos. Com um beijo em sua cabeça - boa noite, pai. Nós te amamos". A informação também foi confirmada por seu representante à Associated Press. 

Asner ficou conhecido por interpretar o jornalista Lou Grant na série The Mary Tyler Moore Show, que lhe rendeu três prêmios Emmy como melhor ator coadjuvante. O sucesso foi tamanho que, posteriormente, estrelou o spin-off Lou Grant, exibido entre 1977 e 1982. Desta vez, recebeu duas estatuetas na categoria de melhor ator. Ele ainda recebeu Emmys por seus papéis nas séries Rich Man, Poor Man e Roots, também nos anos 1970. 

Ao longo de sua carreira, Ed Asner teve seu nome creditado em mais de 300 produções, especialmente nas décadas de 1970 e 1980. Em 2003, interpretou o Papai Noel no filme Elf, de Will Ferrell. Um de seus trabalhos recentes mais marcantes foi dar a voz [na dublagem original, em inglês] ao personagem Carl, protagonista de Up! Altas Aventuras, animação da Pixar lançada em 2009.

Há três meses, em 29 de maio, por ocasião da morte de Gavin MacLeod, com quem contracenou em The Mary Tyler Moore Show, Ed Asner havia publicado uma mensagem emocionada: "Meu coração está partido. Gavin era meu irmão, meu parceiro no crime (e na comida) e meu conspirador cômico. Te vejo em breve, Gavin. Diga à turma que eu os verei. Betty [White, outra atriz viva do elenco principal]! Somos apenas eu e você agora".

* Com informações da agência Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Ed Asner

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.