É ficção, mas elas são quase reais

Quem acredita em uma mulher como Meredith Grey, de Grey's Anatomy, que tem o homem de seus sonhos a seus pés - desculpem o trocadilho com McDreamy -, mas insiste em ignorá-lo? A mulher moderna mais real em cartaz hoje na TV é P.J, da nem tão comentada, mas muito divertida comédia My Boys. P.J. vai ao boteco com seus amigos de calça jeans e camiseta, bebe cerveja - e não drinks elaboradíssimos - e tem o dom de estragar relacionamentos promissores por não ser controladora, não falar com voz de criança nem fazer manha. Ou seja, ela sempre se dá mal por agir como adulta. É a vida!Apesar de Kate, de Lost, ser uma super-heroína irritante, seus relacionamentos são bem reais. Quem nunca ficou em dúvida entre dois amores e, claro, escolheu o errado? Se eu estivesse na ilha, também escolheria o Sawyer e suas covinhas, apesar de Jack ser o sonho de qualquer sogra. Bom, pelo menos as mulheres em geral, assim como Kate, geralmente têm a chance de corrigir esse pequeno engano. Para finalizar esta coluna mulherzinha, não poderia deixar de citar Miranda e Charlotte, de Sex and the City. Carrie e Samantha ficam de fora. A primeira é uma chata. Já a loiraça fatal é o ideal de qualquer mulher, mas poucas têm a coragem de ser Samantha. Miranda, por sua vez, cometeu o erro de achar que seria muito fácil cuidar sozinha de um bebê e trabalhar. Já Charlotte acreditou que, por ser muita areia para o caminhãozinho de Harry, seria simples manipular o relacionamento e ganhar a tão esperada aliança de casamento. Quando essas mulheres vão aprender? Nunca, espero!

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.