ITV Network/ Divulgação
ITV Network/ Divulgação

'Downton Abbey': veja os dez episódios mais marcantes da história da série

Na semana de lançamento do filme, o 'Estado' fez uma seleção especial com os momentos mais marcantes da premiada produção britânica; veja trechos em vídeo

Redação, O Estado de S. Paulo

20 de outubro de 2019 | 07h00

Somando seis temporadas e 52 episódios, Downton Abbey disse adeus às telas em 2015, deixando órfã uma legião de fãs que acompanharam, por seis anos, a história da família Crawley e de todos os personagens que cruzaram o caminho da famosa propriedade do clã, localizada em Yorkshire, Inglaterra.

E mesmo com uma série de episódios bem produzidos, figurinos impecáveis e atuações marcantes, é possível dizer que existem alguns episódios que ficaram gravados na memória dos fãs, como aquele em que Matthew (Dan Stevens), finalmente pediu a mão de Lady Mary (Michelle Dockery) em casamento.

Spoilers à parte, o Estado preparou uma lista especial - com trechos em vídeo -, dos dez episódios mais marcantes de Downton Abbey, com cenas emblemáticas que vão emocionar tanto fãs, quanto não fãs. Veja mais logo abaixo!

Quinta temporada, episódio seis

Este episódio é especial, porque narra de uma única vez, acontecimentos que já estavam há algum tempo emergindo à superfície da trama. Michael Gregson (Charles Edwards), marido de Lady Edith Crawley (Laura Carmichael), é morto por nazistas. Isso faz com que a Lady, em um impulso de loucura, sequestre a filha que estava em um lar adotivo, na França, e fuja com ela para Londres. Tem também Thomas Barrow (Robert James-Collier) mostrando ao público sua chocante 'cura para homossexualidade' e Anna Bates (Joanne Froggatt) se lembrando pela primeira vez do estupro que sofreu. 


Quarta temporada, episódio três

No episódio mais obscuro - e também polêmico - da trama , vemos cenas lindas de um espetáculo de ópera, se contraporem abruptamente ao terrível estupro de Anna Bates pelo controverso personagem do Mr. Green (Nigel Harman). Foi libertando esse potencial dramático que a atriz Joanne Froggatt, intérprete de Anna, ganhou o Globo de Ouro de Melhor Atriz Coadjuvante para Televisão em 2014.


Segunda temporada, episódio seis

Também um pouco controverso, este episódio apresenta ao público um homem estranho, com amnésia e queimaduras da guerra, se apresentar aos moradores de Downton Abbey como o Major Patrick Gordon (Trevor White). No entanto, a situação fica duvidosa quando o homem diz ser, na verdade, Patrick Crowley, suposto primo de Lady Mary (Michelle Dockery), que teria se afogado há algum tempo atrás. Sua aparição teve como intuito deixar os telespectadores em dúvida: seria este homem realmente o Patrick Crowley? Ou apenas um farsante? 


Primeira temporada, episódio três

Apesar de acabar subitamente, este episódio serviu para desenvolver a história de Lady Mary na trama - e também forneceu o material necessário para mais outras duas temporadas da série. A história apresenta a breve aparição do diplomata turco Kemal Pamuk (Theo James), que deixa a jovem aristocrata subitamente abalada com a sua presença. É tanto que, inesperadamente, Lady Mary começa a demonstrar comportamentos sensuais, algo não muito típico de sua personagem.


Terceira temporada, episódio especial de Natal

Ainda assustador para alguns fãs, o especial de Natal da terceira temporada marcou para sempre a história da série. É neste episódio que Matthew Crawley (Dan Stevens), após sobreviver a Primeira Guerra Mundial e a Gripe Espanhola, subitamente morre em um trágico acidente de carro. Em contraparte, a narrativa também contempla o nascimento do primeiro - e único - herdeiro de Lady Mary e Matthew, em um dos momentos mais felizes da série.


Primeira temporada, episódio um

Não é apenas o fato de ser o piloto de Downton Abbey, que faz com que o primeiro episódio da primeira temporada seja um dos mais importantes da história da série. O enlace feito entre o núcleo da trama, com o famoso acidente do Titanic, é o responsável por inserir o querido personagem de Matthew Crawley na história. Os principais empregados e demais membros da família, também são apresentados nesse episódio.


Terceira temporada, episódio cinco

Perfeitamente assustador, este é o episódio que marca o fim da história de Lady Sybil (Jessica Brown Findlay), que morre após dar à luz a sua filha com Tom Branson (Allen Leech). Em um episódio emocionalmente pesado, vemos os membros da família discutindo se deveriam ou não autorizar uma cesárea e um final em que ninguém acaba realmente feliz, mesmo após a presença de um novo membro na família Crawley. 


Segunda temporada, episódio especial de Natal

O primeiro especial de Natal da produção, faz uma impressionante contraposição ao que foi apresentado para os telespectadores na terceira temporada. Neste episódio, vemos o julgamento de John Bates (Brendan Coyle), o banimento de Richard Carlisle (Iain Glen) do estado e a belíssima cena em que Matthew finalmente pede Lady Mary em casamento, enquanto flocos de neve embalam o casal.


Primeira temporada, episódio sete

Em um episódio chocante, vemos Cora Crawley (Elizabeth McGovern) anunciar que está grávida. No entanto, vítima de um mal entendido, a empregada Sara O'Brien (Siobhan Finneran) acaba achando que será demitida e causa o aborto de Cora. Além do momento trágico, o episódio também oferece subtramas memoráveis, como a briga entre as irmãs Edith e Mary e a engraçada cena de Charles Carson (Jim Carter) ao telefone.

 

Sexta temporada, episódio nove 

O episódio de Natal do sexto ano marcou por ser o último de Downton Abbey. Nele vemos os personagens se encaminhando para vários desfechos emocionantes, como as irmãs Mary e Edith em um esforço para tentar acertar seu relacionamento, Henry Talbot (Matthew Goode) assumindo sua posição de padrasto e segundo marido de Lady Mary e até mesmo Joseph Molesley (Kevin Doyle), após uma série de injustiças, ter um belo desfecho para seu personagem. 

Notícias relacionadas
    Tudo o que sabemos sobre:
    Downton Abbeysérie e seriado

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.