DIVULGAÇÃO
DIVULGAÇÃO

Doctor Who tem missão ao lado de Papai Noel

Em especial de Natal, protagonista se reaproxima de assistente Clara

João Fernando, O Estado de S. Paulo

20 Dezembro 2014 | 16h14

Acostumado a lidar com monstros asquerosos que querem destruir o planeta, Doctor Who vai ter de cumprir uma missão ao lado de um senhor com aparência mais afável, barba branca e trajes vermelhos no especial de Natal. Previsto para ser exibido pela BBC HD no Brasil no dia 26, às 22 horas, um dia após a Inglaterra, o episódio vai manter a linha sarcástica – carregada no humor britânico, porém, sem destruir a imagem do bom velhinho.

“O papai-noel será real. Definitivamente, não é do mal. Pais e mães não precisam se preocupar, ele será um ótimo herói do Natal”, alivia o roteirista e produtor executivo Steven Moffat. Entretanto, ele avisa que o confronto entre as criaturas estranhas que povoam a série darão o tom do especial. “Será assustador, em uma base no Ártico, com cientistas sob ameaça. Tenho descrito o episódio como O Milagre da Rua 34 encontra Alien”, debochou o britânico em uma entrevista enviada pela BBC.

Tanto a equipe quanto a emissora fazem mistério sobre o que se passa no especial, entretanto, eles adiantam que Doctor Who voltará a se encontrar com a assistente Clara, vivida por Jenna Coleman. “Um dilema faz o Doctor voltar à Terra para ajudar a Clara. Então, a história se desenrola de uma maneira inesperada”, deixa no ar Peter Capaldi, intérprete do protagonista. Este ano, em que o ator assumiu o papel principal da mais longeva série de TV – há mais de 50 anos no ar, houve rumores de que Jenna deixaria a produção. A atriz está no elenco desde a encarnação anterior do Doctor, vivida por Matt Smith. A BBC não confirma a saída dela da atração.

Em meio às especulações, a jovem é o estopim para o especial. “O papai-noel surge no telhado da casa onde ela está com o trenó quebrado e uma dupla de duendes irritados”, conta Steven Moffat. “Eles se juntam de novo por causa de uma crise que o faz voltar. As coisas que os fizeram romper e as mentiras que contaram um para o outro serão retomadas no episódio. Não ignoramos isso só por causa do espírito de Natal.”

Rodado em outubro, o especial precisou de efeitos para ficar com clima natalino. “Havia máquinas de neve por todo lugar. Elas fazem um barulho igual ao de cortadores de grama. Vai haver também árvore de Natal”, relembra Capaldi. O ator escocês diz ter ficado empolgado com a participação do colega Nick Frost, conhecido por comédias como Chumbo Grosso (2007). “Ele tem um quê cômico. É um papai-noel mais real, não é robô nem um alienígena. É um pouco briguento também. É ranzinza como o Doctor Who. Eles não se darão bem no começo”, revela o ator.

Mais conteúdo sobre:
Televisão Séries Doctor Who

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.