Diversidade de personagens gays é destaque de 'Império'

Nova trama das 9 da Globo terá vilões clássicos das novelas

João Fernando, O Estado de S. Paulo

01 de julho de 2014 | 15h26

RIO - Com direito a vilã gargalhando diante do corpo da irmã morta, a Globo apresentou hoje à imprensa as primeiras cenas de Império, novela das 9 prevista para estrear no dia 21 de julho. Segundo o autor, Aguinaldo Silva, serão mantidos elementos clássicos do folhetim, porém, com segredos revelados o tempo todo. "É uma novela que não perde tempo. Vou manter a tensão forte", avisou.

A história gira em torno de José Alfredo (Alexandre Nero), dono de uma rede de joalherias que fez de tudo para construir sua fortuna. Ainda jovem, começou no garimpo sem se importar em eliminar quem atrapalhasse seu caminho. "Digo que não vou ser vilão nem mocinho. Ele é um cara casca grossa, não sorri facilmente  é sofrido. É um cara humano, normal", descreve o ator.

Na exibição, uma das sequências que mais chamou a atenção foi a do casal gay Cláudio e Leonardo, interpretados respectivamente por José Mayer e Klebber Toledo. Na trama, o primeiro é um cerimonialista casado e com filhos, mas que mantém um relacionamento com um aspirante a ator bem mais jovem. Com diferentes papéis de conquistador ao longo da carreira na TV, José Mayer se mostrou animado com a mudança. "Só o elemento surpresa já um interessante. O Aguinaldo fez uma quebra comigo", analisa o ator.

Outro personagem que provocou risos na plateia do Projac foi Theo, blogueiro exageradamente homossexual, que inferniza a vida das celebridades, vivido por Paulo Betti. "Vou buscar mais profundo de mim mesmo. Esse personagem mostra algo de mim que nunca foi mostrado", debochou Betti.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.