Imagem Cristina Padiglione
Colunista
Cristina Padiglione
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Discovery Kids lança série nacional nesta segunda-feira

'Show da Luna' tem consultores de Física, Astronomia e Química

Cristina Padiglione, O Estado de S. Paulo

13 de outubro de 2014 | 03h00

Por que a água do mar é salgada? Como amarelo e azul se tornam verde? Por que as estrelas piscam? É verdade que nem tudo vem da semente? Essa e outras tantas dúvidas dos pequenos serão estampadas no dia a dia do Show da Luna, animação nacional da TV PinGuim - a mesma produtora do Peixonauta - que estreia nesta segunda-feira, no canal pago Discovery kids. Luna divide as investigações em torno de suas dúvidas científicas com o irmãozinho Júpiter e Cláudio, o furão de estimação da família. Ao final de cada episódio, eles apresentam um showzinho ao pai ou à mãe, com a demonstração do que aprenderam.

São 26 episódios de 15 minutos cada, com direção musical de André Abujamra e consulta a um time de experts em ciências, que participa de todo o processo, da sugestão de dilemas a serem resolvidos por Luna à supervisão do roteiro. “A gente contratou quatro consultores, cada um especializado em uma área - Química, Biologia, Física e Astronomia -, e eles trouxeram várias ideias”, conta Kiko Mistrorigo, da TV PinGuim. Um dos principais filtros para a seleção dos temas foi o apelo visual das questões abordadas. “E também escolhemos ideias que não fossem nojentas aos olhos das crianças”, completa. “Fizemos todo o processo de trás para diante: a Luna olha para alguma coisa e se pergunta: ‘como é isso?’, e, a partir disso, mostramos como ela chega àquela conclusão.” Depois que o roteiro ganhava forma final, o texto era submetido aos consultores, para que eles vissem se não havia nenhuma bola fora. 

Mas a ajuda de adultos se restringe aos bastidores, Em cena, Luna desvenda seus experimentos sem auxílio de gente grande. “Aparecem uns adultos esporadicamente, como o carteiro, o padeiro, a veterinária do petshop, tem um astrônomo, tem uma bibliotecária... Mas os adultos estão ali para pontuar, nunca para explicar”, explica Kiko. Outro ponto a notar é que Luna é super elétrica, enquanto o irmãozinho se movimenta em velocidade aquém do normal, o que é proposital: denuncia o entusiasmo da menina pelas questões que instigam seus experimentos domésticos.

Internacional. Embora seja brasileira, a série chega aqui depois de estrear nos Estados Unidos, onde vai ao ar pelo canal Sprout, da rede NBC. Um dos atrativos da produção é apresentar uma cientista menina, personagem rara nas histórias infantis, que quase sempre trazem garotos como protagonistas da brincadeira. “A criação do argumento foi toda muito espontânea”, assegura Kiko, ao explicar que Luna não é obra de encomenda ou de pesquisas que indicassem a carência de figuras femininas nesse papel. Veio bem a calhar. “A gente conseguiu fazer uma narrativa que estimula as crianças, com foco nas meninas, a investigarem suas dúvidas e onde você é capaz de tirar suas conclusões, não precisa de internet. Estamos falando de envolvimento emocional. Ela apresenta o show das descoberta que faz aos pais dela, não tem uma ideia que faz ‘plim’: ela vai percebendo, apresentando cada passo do que descobre”, fala. “Alguns canais que viram o programa antes achavam que tinha que ter um adulto para validar as experiências dela e a gente foi contra isso desde o começo. Não tem intervenção de adulto.”

O Show da Luna também acabou de ser comprada pela SIC, rede portuguesa que importa as novelas da Globo. E segue nesta segunda-feira para Cannes, no Sul da França, onde será oferecida ao mercado internacional durante a Mipcom, feira de TV que reúne executivos do mundo todo. A TV PinGuim já conhece bem os passos da trilha da exportação para o ramo de animação audiovisual. O Peixonauta, precursor da produtora no canal Discovery Kids, foi vendido para mais de 70 países e ensaia para o fim do ano o lançamento de seu primeiro longa-metragem. 

Outra prateleira de dividendos já encaminhada para o Show da Luna é o licenciamento de produtos, dos brinquedos à papelaria, nicho que vai abrindo espaço a títulos nacionais onde até bem pouco tempo atrás reinavam apenas Mickey, Pateta, Bob Esponja & cia.

Tudo o que sabemos sobre:
Discovery KidsShow da LunaPeixonauta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.