Dinossauros sob o cafezal

Depois do Japão, foi a vez da pequena Vera Cruz receber o elenco de 'Morde & Assopra'

Thaís Pinheiro, O Estado de S. Paulo

31 de janeiro de 2011 | 09h00

Da grande Tóquio para a pequena Vera Cruz (ou Preciosa, nome fictício), no interior de São Paulo, em um só capítulo. É isso que Walcyr Carrasco vai mostrar nas primeiras cenas de Morde & Assopra, próxima novela das 7, que vai substituir Ti-Ti-Ti em março. O Estado acompanhou um dia de trabalho da equipe da trama dirigida por Rogério Gomes, o Papinha, em uma fazenda próxima a Marília, cidade onde o autor cresceu.

Veja também:

Vanessa Giácomo encara sua 1ª vilã

Às 8 horas, o sol já brilhava forte sobre a fazenda Bom Jardim, uma das locações da novela, e os atores estavam prontos para gravar. Antes de seguir para o cafezal, Adriana Esteves, cinco quilos mais magra e depois de 12 horas de viagem de carro, recorreu ao café antes de começar a cena em que a personagem dela, a paleontóloga Júlia, tem o primeiro encontro com Abner, vivido por Marcos Pasquim. Ela vem direto do Japão em busca de fósseis de dinossauros que possam estar sob a plantação de café de Abner. Situação perfeita para aproximá-los e causar trocas de beijos e farpas.

Pasquim, que vive um caipira bruto, recorreu à preparadora de atores Íris Gomes para acertar o tom do sotaque, assim como o restante dos atores que fazem parte desse núcleo. Antes disso, parte do elenco participou de um workshop na fazenda durante o período de colheita para criar maior intimidade com o meio.

A escolha da cidade aconteceu de forma inusitada. Guilherme Nasraui, ator mariliense que mora em São Paulo, mandou material de seu trabalho para Carrasco. O autor, além de chamá-lo para um teste, também pediu sua ajuda para encontrar algum lugar na região de Marília onde pudesse gravar algumas cenas. Para uma semana de gravações foram necessárias 120 pessoas, quatro caminhões, 1.200 copos de água por dia, entre outras coisas. E como já é de praxe nas obras de Carrasco, o animal de estimação da vez será a minivaca Estrela, que fez sucesso por onde passou.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.