Desfecho de um ano dramático

Universal exibe nesta quarta-feira o episódio final da 1.ª temporada de Brothers & Sisters

O Estado de S.Paulo

01 de março de 2008 | 21h55

Em Matriarchy, último episódio do 1º ano de Brothers & Sisters - no ar quarta-feira, às 23 horas, no Universal Channel -, a vida amorosa de Saul, personagem de Ron Rifkin, será abordada. A dúvida que o público levará para a 2ª temporada também intrigará parte dos membros da família de Nora (Sally Field): será que o tio Saul é gay? Em entrevista ao Estado, no set de Brothers & Sisters, Rachel Griffiths, a Sarah, brincou e disse que, agora, a série tem seu Dumbledore, em alusão ao mentor de Harry Potter. A escritora J.K. Rowling revelou, no ano passado, que o personagem é gay. Matthew Rhys, o Kevin, também fez piada sobre o tema: "Não estou muito feliz com essa história", falou. "Acho que vou virar hétero." Depois do comentário, Rhys afirmou que adorou a virada na vida de Saul. "Esse é um ângulo interessante para o tema gay, já que eles são de gerações diferentes e vieram de lugares diferentes. Todo o relacionamento que pode surgir entre eles vai trazer drama e também momentos cômicos", garante. O ator disse ainda que está pressionando os roteiristas para escreverem uma cena em que Kevin leva Saul para a balada.Para Rachel, a história de Saul foi bem pensada desde o início da série. Ela contou que uma amiga desconfiava das blusas de cashmere do personagem e perguntava: "Quando Saul vai sair do armário?" Rachel não compartilhava da desconfiança e, quando Matriarchy foi ao ar nos EUA, a amiga falou: "Não te disse?"

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.