21 de fevereiro de 2011 | 10h14

Há três anos migrada para o canal AXN, a série C.S.I. volta ao seu espaço original no Brasil, o canal Sony Entertainment Television, que faz do fato o mote inaugural das comemorações por seus 15 anos no País. Quando foi levada de um canal a outro do mesmo grupo, C.S.I. tinha o propósito de endossar o caráter do Sony como canal de entretenimento leve e o do AXN, como sintonia mais apropriada a seriados criminais. Ao desfazer a troca, o vice-presidente sênior e gerente geral do Grupo Sony no Brasil, Alberto Niccoli Jr., assegura que o tom "light entertainment" do Sony não será perdido. A 11ª temporada de Crime Scene Investigation entra no ar no dia 4 de abril, às 21h30, pronta para reencontrar seu público no berço de origem.

Procura-se um diretor. Enquanto conversa com várias produtoras brasileiras e se surpreende com a qualidade de projetos do mercado para a coprodução de seriados nacionais, Niccoli também procura um diretor de programação brasileiro para o Sony. Planos para coprodução aqui ganham fôlego, até em função da PLC 116, projeto de lei em discussão há mais de dois anos e que prevê cotas para produção nacional na TV por assinatura.

O pacote de reformas nos canais do grupo (Sony, AXN e Animax) este ano é norteado pela aproximação do Sony com o Brasil, mas, atenção, buscar empatia com o público local não significa fazer dele um "canal brasileiro", avisa Niccoli. "Com muito cuidado", enfatiza, "vamos começar a dublar alguns produtos nos nossos três canais" - a começar por filmes no AXN.

A malvada

Em cena com Jandira Martini, Vanessa Giácomo exala veneno em Morde & Assopra, próxima novela das 7 da Globo.

15

anos, segundo lembrou William Bonner no Twitter, completam-se em 2011 da presença dele na bancada do Jornal Nacional. De Globo, Bonner soma 25 anos

"Depois vira um canastrão e já vão dizer que a culpa é minha" De Lilia Cabral, em entrevista sobre a série Divã, quando Duda Nagle disse que estuda vendo as cenas da atriz

O designer Guto Requena comanda um dos novos programas do GNT, Nos Trinques - sobre design, claro está. Estreia no pacotão de novidades do canal, em março.

Ainda no GNT, Conversa de Salão, outro título da nova grade, ocupa-se da prosa entre as frequentadoras de salão de beleza. E não é que a conversa vai bem além de frugalidades?

A TV Cultura decidiu não exibir o Roda Viva com o carnavalesco Paulo Barros, da Unidos da Tijuca. Gravado antes do incêndio nos barracões da Cidade do Samba, o programa ficaria estranho no ar, alheio à tragédia.

Doutor Fantástico, Drauzio Varela inaugura hoje o programa diário de saúde da Globo, Bem Estar, às 9h55, ao lado de Alfredo Halpern. A dupla falará sobre os bons hábitos dos brasileiros.

Tradicional título do ESPN, no ar desde 2000, o programa Surfe será rebatizado como Conexão Surf, a partir do dia 28. A edição da data virá marcada por um especial sobre 100 anos de pranchas nas ondas da Califórnia.

Se beber, não veja: a onipresença de Evaristo Costa ao vivo em diferentes cidades durante o carnaval não será efeito do álcool no espectador. O jornalista de fato fará uma via crúcis pelo tchicundum.

Evaristo apresentará o Jornal Hoje do Sambódromo paulista na sexta, dia 4, amanhecerá o sábado com o Galo da Madrugada, no Recife, vai se juntar aos blocos de rua do Rio na segunda-feira e a Ivete Sangalo em Salvador, na terça.

Poucos são os atores que podem se revisitar nas antigas produções do canal Viva e dizer que o tempo lhe foi generoso. Nathalia Timberg, a fina Tia Celina de Vale Tudo e agora superfina Vitória Drumond de Insensato Coração, está podendo. Está ainda melhor hoje.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.