Warner Channel
Warner Channel

Crossover especial reúne as séries 'Flash', 'Arrow' e 'Supergirl'

Os heróis se unem para combater uma ameaça em episódios distribuídos pelas três séries

Mariane Morisawa, Especial para o Estado

16 de dezembro de 2018 | 03h00

VANCOUVER - Todo ano é a mesma coisa: os fãs de The Flash, Arrow e Supergirl se colocam na frente da televisão (ou do computador, ou do celular) para assistir ao crossover entre as séries, que promove o encontro dos personagens. Chegou a hora: neste domingo, 16, a Warner Channel passa os três episódios na sequência – The Flash às 22h50, Arrow às 23h40 e Supergirl à 0h30. É provavelmente a melhor maneira de saborear o crossover chamado de Elseworlds (nos Estados Unidos eles foram exibidos em dias separados). 

Não faltam acontecimentos em Elseworlds. Na parte 1, episódio 9 de The Flash, Barry Allen (Grant Gustin), o super-herói do título, troca de corpo com Oliver Queen (Stephen Amell), mais conhecido como Arrow, porque o Dr. John Deegan (Jeremy Davies) redefine a realidade. Sobram piadas com as personalidades diferentes – Barry é em geral bem-humorado, enquanto Oliver está sempre com o peso do mundo em seus ombros – e os tons opostos das duas séries. Para Gustin, foi a oportunidade de trocar um pouco de uniforme.

“Todo o mundo da equipe de Arrow ficou cheio de dedos por causa da roupa, porque elas são conhecidas por serem desconfortáveis”, disse o ator em entrevista durante visita ao set em Vancouver, Canadá. “Mas o figurino de Arrow parece pijama comparado com o meu uniforme!”

Outra grande diferença foi ter de aprender as lutas – Arrow, afinal, tem habilidades, mas não superpoderes. “Eu adoro fazer, mas Barry não tem muitas cenas assim, normalmente. Acho que meu passado na dança ajudou muito a pegar rapidamente as coreografias”, disse Gustin. Ele também teve uma aula bem curta de arco e flecha, a marca registrada do herói que incorporou. “Foi ambicioso tentar aprender, mas divertido.” Candice Patton, que interpreta Iris West, mulher de Barry Allen, descreveu o crossover como o filme Se Eu Fosse Minha Mãe. “O mais legal foi ver o quanto Stephen Amell se divertiu trocando de personagem com Grant”, afirmou a atriz. “Flash é mais leve do que Arrow, e ele realmente curtiu a mudança.” 

Nem todos à volta de Barry e Oliver acreditam quando eles dizem que algo perturbou a linha do tempo e trocou os dois de corpos. Por isso, ainda no primeiro episódio, Barry e Oliver decidem ir até a Terra 38 para se encontrar com Supergirl (Melissa Benoist) e acabam conhecendo o primo de Kara, Clark Kent (Tyler Hoechlin), e a repórter Lois Lane (Elizabeth Tulloch). 

Na segunda parte (episódio 9 da sétima temporada de Arrow), Barry e Oliver seguem uma pista do paradeiro de Deegan e vão para Gotham City acompanhados de Kara. Lá conhecem Kate Kane (Ruby Rose), que, claro, é a Batwoman – uma série com a personagem que está em desenvolvimento. A escalação de Rose, que é homossexual, como a personagem lésbica foi alvo de críticas, rebatidas por Candice Patton. “Não entendo, as pessoas sempre encontram razões para criticar tudo. A sexualidade dela não é um fator, não é disso que Batwoman trata. Ela é humana e, por acaso, é homossexual. Assim como eu sou humana e, por acaso, negra”, comentou ainda a atriz.

Na terceira e última parte (episódio 9 da quarta temporada de Supergirl), Flash, Arrow e Supergirl, mais Superman, envolvem-se numa mega batalha. Depois disso, os personagens precisam de um descanso e voltam para o midseason, em janeiro. 

Tudo o que sabemos sobre:
televisãoDC Comics

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.