'Criança tem de brincar no quintal', diz Ziraldo

O cartunista Ziraldo sente arrepios toda vez que ouve o slogan "social" da Globo, que diz "ler também é um exercício". Para ele, que passa longe de esteiras ergométricas, ler é, na verdade, "um prazer desgraçado". O incentivo à leitura será o mote do chamado "pacote Ziraldo", que vai ocupar praticamente toda a grade infantil da TV Brasil em 2009. A emissora estatal investirá em três frentes: a volta da série Menino Maluquinho, exibida pela TVE e pelo Disney Channel, o programa de auditório Ziraldão, apresentado pelo próprio, e a volta da Turma do Pererê, que ainda está em fase de estudos. Nesta entrevista ao Estado, Ziraldo fala sobre sua "imersão"na TV e passa a limpo a programação infantil no Brasil.Como vai ser o seu programa de auditório, o Ziraldão?Vai ser a tentativa de ter uma conversa não idiota com as crianças. Para falar com eles não é preciso usar diminutivo nem ficar de "nhém-nhém-nhém". Criança gosta de ser levada a sério. Sou contra esse negócio de infantilizar. Não vai ser nada tipo Raul Gil, nem ter nada parecido com essa menina do Silvio Santos. Vamos fazer coral, por exemplo. Sou contra isso de ?menino gênio?. A idéia é inserir todas as crianças no processo, sem nenhum vencedor. O que acha da garota Maísa? Ela vai virar uma Shirley Temple, vai sumir. Criança não pode fazer isso. Não pode... Isso é ilegal. A Maísa tem que brincar no quintal, não sustentar a família. A criança brasileira não pode trabalhar. Aliás, estou fazendo campanha sobre trabalho infantil. Como o seu Menino Maluquinho sobreviveu à era do iPod e da internet? Graças ao espírito do personagem e ao talento da Anna Muylaert, que foi roteirista do Castelo Rá-Tim-Bum. Quando fez a primeira temporada, seus filhos tinham 8 e 5 anos. Ela se inspirou na vida deles. A série mostra a rotina de um menino típico de classe média. Namorada, briga com melhor amigo, vizinhos... A primeira temporada foi feita há uns 3 anos. Os dois filhos dela cresceram. Agora um tem 11 e outro 8. Quem serão os novos "Meninos Maluquinhos"?Serão os mesmos atores, só que mais velhos. O menino de 5 vai ter 8, e o de 8 vai ter 11.Quando Menino Maluquinho foi comprada pelo Disney Channel, você recebeu por isso?Toda vez que o programa é vendido pela emissora (a ex - TVE, agora TV Brasil) eu tenho meus direitos preservados. Mas até agora só venderam para a Disney. Olha, tenho a impressão de que me pagaram (risos). Mas não é muito dinheiro... Qual foi e qual será a sua participação na série?Eu só assisto, aprovo e digo: "Tá lindo". Dar palpite é como escolher noiva para filho... Até hoje não reprovei nenhum. O Menino Maluquinho precisa viver a vida dele. O que acha da programação infantil da Globo? Os programas infantis são todos iguais, com a mesma fórmula: animador, desenho animado e concurso. Fazem a mesma coisa há 200 anos. A TV deveria incentivar a leitura entre as crianças? Claro, a TV é o melhor caminho para isso. Mas a Globo lança um slogan que diz: "Ler também um exercício". Isso é coisa que se diga para criança?!! Criança não quer fazer exercício, quer correr, brincar. Esse slogan é utilitarista. Lula disse uma vez que ler é como andar na esteira...Não, Lula. Ler não é exercício, é um prazer desgraçado. Gosta do programa da Xuxa? Não é o que quero para os meu filhos e meus netos, mas gosto dela. Fui o primeiro cara a entrevistá-la. Tenho um livro chamado Menina das Estrelas, que o governo fez na versão em braile, e é narrado com a voz dela. Ela não tem culpa. Entrou na chamada "roda viva".Para fechar o "Pacote Ziraldo", a TV Brasil vai voltar a fazer a série Turma do Pererê?Não agüento mais as reprises da Turma do Pererê (risos). A TVE fez, há uns 12 anos, uns 20 capítulos, e reprisou 500 vezes. Para a nova versão, que será dirigida pela Sônia Garcia, vão ter de escolher tudo de novo. Serão histórias minhas adaptadas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.