Will Oliver/EFE
Will Oliver/EFE

Criador de 'Suits' diz que probabilidade de retorno de Meghan Markle é "próxima de zero"

“Atualmente nós não estamos considerando pedir que ela deixe sua posição com a família real para se juntar a nós”, disse Aaron Korsh

Marie-Louise Gumuchian, Reuters

31 Janeiro 2019 | 10h10

LONDRES (Reuters) - A duquesa de Sussex, Meghan Markle, visitou o Teatro Nacional de Londres na quarta-feira, 30, como nova patrona real da instituição, assistindo ao ensaio de uma peça de Shakespeare e conhecendo aspirantes a artistas. Mas, à medida que Meghan se reconectava brevemente com seu passado como atriz, um retorno à sua antiga série Suits foi praticamente descartado pelo criador do programa.

Usando um vestido rosa claro, Meghan se reuniu com funcionários de organizações que trabalham com arte e comunidade, antes de assistir a um ensaio da nova versão musical de Péricles.

A duquesa de 37 anos, que está grávida, estudou teatro mas ganhou proeminência com seus trabalhos televisivos. Antes de seu romance com o príncipe britânico Harry ser anunciado, Meghan era mais conhecida por interpretar Rachel Zane na série sobre advocacia Suits, papel que abandonou antes de se casar em maio.

Fãs se perguntavam se Meghan poderia um dia voltar à série —mesmo apenas para uma participação especial na nona e última temporada, que estreia este ano—, mas na terça-feira, 29, o criador e produtor-executivo de Suits, Aaron Korsh, disse a jornalistas na Califórnia que isso é altamente improvável.

“Atualmente nós não estamos considerando pedir que Meghan Markle deixe sua posição com a família real para se juntar a nós”, disse Korsh, segundo o site Entertainment Tonight. “Eu adoraria, mas acho que (a probabilidade) é bem próxima de zero.”

Enquanto Meghan estava no teatro, seu marido, Harry, participou de uma discussão da Commonwealth.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.