Helen Sloan/HBO via AP
Helen Sloan/HBO via AP

Conheça detalhes das cinco séries mais premiadas do Emmy 2019

Etapa final da premiação ocorreu na cidade de Los Angeles, na noite deste domingo, 22

Julliana Martins, Especial para o Estado

23 de setembro de 2019 | 11h13

Game of Thrones

Em ano de despedida, Game of Thrones foi a Melhor Série de Drama do Emmy 2019. A série com mais indicações deste ano concorreu em 32 categorias, mas levou ao todo 12 estatuetas: além do prêmio principal de melhor série de drama, Johan Renck com o ator Peter Dinklage, e outros 10 prêmios em categorias técnicas na prévia do Emmy 2019, entre eles o de Melhor Composição Musical e Melhor Elenco de Série Dramática.

Desde quando foi lançada, em 2011, GoT já conquistou 47 prêmios do Emmy e se tornou a maior vencedora da história. Em 2015, com a quinta temporada, a série faturou 12 prêmios em uma única edição – marco que foi mantido neste domingo.

Criada por David Benioff e D. B. Weiss, a série de fantasia é baseada nos livros As Crônicas de Gelo e Fogo, de George R. R. Martin, e tem oito temporadas, com episódios que duram cerca de 1 hora. A história acontece nos continentes fictícios de Westeros e Essos, e retrata as alianças e conflitos entre famílias nobres dos Sete Reinos, que lutam por independência e reinvindicam o direito ao trono.

Chernobyl

A minissérie que aborda o acidente nuclear de 1986 na Ucrânia, região da antiga União Soviética, recebeu o primeiro prêmio da noite com a direção de Johan Renck, que rendeu a estatueta de Melhor Direção em Minissérie ou Filme para a TV. Chernobyl venceu ainda o prêmio de Melhor Roteiro em Minissérie ou Filme para a TV e conquistou outras 8 categorias técnicas, dentre elas a de Melhores Efeitos Visuais e a de Melhor Composição Musical para Série Limitada, totalizando 10 prêmios no Emmy 2019.

Produzida e exibida pela HBO e lançada este ano, a produção tem o formato de ficção e resgata o desastre na usina nuclear durante a Guerra Fria, que espalhou uma onda de radiação em toda a região, matando milhares de pessoas. Dirigida por Craig Mazin e estrelada por Jared Harris, Stellan Skarsgård, Paul Ritter, a minissérie de única temporada recebeu 19 indicações ao Emmy.

Fleabag

A série de comédia foi a que mais levou prêmios neste domingo ao somar seis estatuetas do Emmy, quatro nesta etapa da premiação e outras duas nas categorias técnicas, avaliadas na semana passada. Os prêmios foram de Melhor Série de Comédia; Melhor Direção em Série de Comédia, com o diretor Harry Bradbeer; Melhor Roteiro em Série de Comédia com o 'Episódio 1'' e Melhor Atriz em Série de Comédia, com Phoebe Waller-Bridge. Nas categorias técnicas, a série também levou Melhor Edição de Imagem de Câmera Única em Série de ComédiaMelhor Elenco para Série de Comédia. De 11 indicações, Fleabag levou seis delas.

Fleabag é uma série que aposta no humor para retratar a vida de uma jovem, apresentada apenas pelo apelido Fleabag - gíria britânica que significa uma pessoa desagradável -, que precisa lidar diariamente com os conflitos de uma mulher moderna que vive em Londres. A trama acompanha o cotidiano da protagonista e mostra como ela enfrenta seus problemas familiares, relacionamentos conturbados e frustrações sexuais e profissionais ao mesmo tempo em que tenta se recuperar da morte de sua melhor amiga. 

Criada e interpretada por Phoebe Waller-Bridge, a série foi lançada em 2016, com seis episódios de cerca de 25 minutos cada e originalmente transmitida pelo canal BBC Three, em Londres. No Brasil, está disponível na plataforma de streaming da Amazon, a Amazon Prime Video.

The Marvelous Mrs. Maisel

A vencedora de melhor série de comédia em 2018, recebeu 20 indicações para o Emmy 2019, das quais levou 10. Na noite de ontem, os prêmios foram para Tony Shalhoub, como Melhor Ator Coadjuvante em Série de Comédia e para Alex Borstein, de Melhor Atriz Coadjuvante em Série de Comédia. A série já tinha levado 8 estatuetas nas categorias técnicas, entre elas a de Melhor Supervisão Musical e a de Melhor Penteado para Série de Câmera Única.

Produção original da AmazonThe Marvelous Mrs. Maisel, que em português se tornou Maravilhosa Sra. Maisel, conta a história de Midge Maisel, uma dona de casa norte-americana que vive em Nova York no final da década de 50. Após um divórcio conturbado e escandaloso, ela vê sua vida se transformar e descobre o seu talento para a comédia. A partir daí, a personagem decide aproveitar o seu bom humor para trabalhar e se sustentar como comediante de stand-up.

Criada por Amy Sherman-Palladino - criadora de Gillmore Girls - em 2017, a série já vai estrear a sua terceira temporada e está disponível na plataforma de streaming Amazon Prime Video.

Ozark

Após ter disputado o Emmy 2018 e não ter levado nada para casa, a série Ozark teve a sua vez de brilhar no Emmy 2019 ao conquistar seus dois primeiros prêmios: o de Melhor Direção em Série de Drama e o de Melhor Atriz Coadjuvante em Série de Drama, que ficou com a atriz Julia Garner por interpretar Ruth Langmore.

A história se concentra no trapaceiro Marty Byrde (Bateman), que quase é morto por um traficante de drogas após prometer um esquema milagroso de lavagem de dinheiro. Para se safar e tentar salvar o plano, Marty se muda com a família para a região norte-americana conhecida como os lagos do Ozark. Ruth Langmore (Julia Garner) é outra personagem que faz a trama funcionar: uma criminosa local que se junta a Marty e tenta se livrar de problemas familiares, o que inclui o pai, que sai da prisão na segunda temporada.

Protagonizada e dirigida por Jason Bateman, a série foi lançada em 2017 como uma produção original da Netflix. A produção já conta com duas temporadas e tem uma terceira parte confirmada para este ano, mas ainda sem data oficial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.