Como temperar uma trama

Novelas enchem a boca da audiência d'água, entre pratos elaborados e pastéis de vento

Patrícia Villalba, O Estado de S.Paulo

09 de dezembro de 2007 | 00h54

Caloria não é coisa que se controle em novela, ensinam os autores mais experientes. Aguinaldo Silva, mais uma vez, investe na culinária de folhetim e leva para a Portelinha de Duas Caras um prato que já é hit na cidade de Itaipava (Rio). Preferido de Juvenal Antena (Antônio Fagundes), o tal "Bacalhau à Guilhermina", preparado com esmero pelo personagem Bernardinho (Thiago Mendonça), é o chamariz do restaurante Parrô do Valentim.Da cozinha de dona Guilhermina, a proprietária, saem cerca de 50 pratos do bacalhau aos fins de semana. Vez por outra, um destes é serviço a Aguinaldo que, de tão fã, levou a receita à novela. Na verdade, é um bacalhau simples de forno - e não é que as mães dizem que, em se tratando de bacalhau, o melhor é não inventar muito, fazer o simples? Pois bem, recorte a receita ao lado e se jogue na cozinha.A comida está emaranhada também na trama de Sete Pecados. O autor Walcyr Carrasco já disse que seu maior pecado é mesmo a gula - lembram de Chocolate com Pimenta?Mas a novela mais engordativa no ar hoje é, sem dúvida, Desejo Proibido. Ambientada no interior de Minas e na década de 30, a trama das seis horas, escrita por Walter Negrão, tem promovido um verdadeiro resgate gastronômico, para desespero dos vigilantes do peso. Na casa do prefeito Viriato (Lima Duarte) é um tal de picadinho, torresminhos, quibebe, panelada de campanha, maneco-com-jaleco e guisado de feijão. O texto delicado de Negrão está sempre brincando com referências culinárias. Dia desses, Laura (Fernanda Vasconcellos) recebe Miguel (Murilo Rosa) na cozinha, entre assadeiras. "Quer um beijo de freira?", pergunta, para fazer o rapaz corar. Miguel é padre, Laura não sabe disso, aí está a graça. "Beijo de freira, o biscoito", explica ela.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.