Colegiais americanos voltam à TV em novo 'Barrados no Baile'

LOS ANGELES (Hollywood Reporter) - O CEP mais famoso domundo voltou ao horário nobre da TV americana na terça-feira,mas em emissora diferente de suas dez temporadas anteriores: arede CW, em lugar da Fox. O título original do primeiro "Barrados no Baile" era"Beverly Hills, 90210". A versão nova manteve apenas o CEP:"90210". Se "Cidadão Kane" alguma vez fosse convertido emseriado, seu título com certeza seria apenas "Kane". Mas o mundinho dos colegiais ricos americanos não mudoumuito desde que "Barrados no Baile" primeiro estreou, 18 anosatrás. Entretanto, diga-se já de início: a nova e ansiosamenteaguardada edição não é tão constrangedora quanto se imaginoupelo fato de o departamento de publicidade da CW ter deixado deenviar cópias de antemão aos críticos. Essa blasfêmiajornalística sem dúvida levará o seriado a ser desancado pormuitos críticos, apenas por questão de princípios. A verdade,porém, é que o novo "Barrados no Baile" não é tão ruim, afinal. Os roteiristas não misturaram os nomes dos personagens. Osatores todos, sem exceção, se recordam dos personagens que cadaum representa. E o palco está pronto para um seriado teen bemfeito que rende homenagem ao primeiro "Barrados" sem atolar emsua -- ahn... -- glória original. E há mais: Jennie Garth eShannen Doherty retomam os papéis que faziam no seriadooriginal. Elas estão lindas e se saem muito bem. O novo "Barrados" traz Rob Estes (do seriado "Women'sMurder Club") como o novo diretor do colégio West Beverly High,enquanto Lori Loughlin é sua mulher. Eles retornaram do Kansasa Beverly Hills, onde passaram a infância, trazendo sua filhaimprovavelmente elegante Annie (Shenae Grimes) e filho adotivonegro Dixon (Tristan Wilds, que parece romper com a brancuraincessante do resto do elenco). Antes de 20 minutos terem se passado, os jovens já terãomergulhado em controvérsias lamentáveis e desagradado à moçadacool do colégio. A mais bobinha das alunas do colégio é apatricinha loira Naomi (AnnaLyne McCord). Seu namorado, Ethan(Dustin Milligan), parece não combinar com seu mundo, apesar deser jogador ás de lacrosse (um esporte semelhante ao hóquei).Lacrosse? Será que tênis não seria chique o suficiente? A trama do piloto de duas horas (na realidade doisepisódios apresentados sem intervalos) gira em torno dasquestões comuns do mundinho dos estudantes ricos: colar emprovas, fazer atalhos para o sucesso, e, é claro, tentarexplicar a seus pais que a saída do fim de semana envolveu umaviagem de ida e volta com jantar em San Francisco. Sim, issoacontece a toda hora... São quase todos acontecimentos bastante absurdos que trazemo desfile usual de pessoas lindas fazendo e dizendo coisasdivertidamente frívolas e bobinhas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.