NETFLIX
NETFLIX

Cinco séries animadas que voltaram para agradar o público jovem

Remakes reduziram cenas de violência, mudaram figurinos sensuais e até a dieta das personagens

Redação, O Estado de S.Paulo

08 de novembro de 2019 | 12h16

A onda de remakes de obras não é só uma mania do cinema. Séries e animações tem ganhado novas versões com roteiros transformados, estilos e até personagens reformulados. As mudanças podem até não agradar quem assistiu o original, mas é inegável que as produções provaram seu poder de atrair diferentes públicos.

Confira a lista de animações que foram redesenhadas para o público jovem, o que inclui em mudanças no figurino, cenas de violência e até a dieta das personagens. 

She-Ra 

Sem roupas sensuais e seios fartos, o novo visual da heroína She-Ra surpreendeu no reboot da Netflix em parceria com a Dream Works. A princesa-guerreira de Etéria surge diferente e totalmente voltada para o público jovem na produção de Noelle Stevenson. Inspirada na animação oitentista, a série que está em sua quarta temporada parte do mundo antes protagonizado pelo príncipe Adam, o He-Man, e agora foca nas mulheres.

 

Thundercats

Sucesso dos anos 1980, Thundercats teve uma nova versão em 2015, que se passava na Terra muitos anos à frente, no futuro. A raça humana foi extinta e os animais evoluíram. Alguns personagens mudaram e foram reformulados. Outra iniciativa da Cartoon Network fez mais barulho e desagradou os fãs. Thundercats Roar foi anunciada para estrear em 2019, mas por algum motivo está prevista para 2020. Com uma narrativa mais infantil e alegre, a versão chocou os fãs, lembrando que o projeto é destinado ao público infantil.

 

Cavaleiros do Zodíaco

A Netflix também apostou em um remake da saga dos cavaleiros, febre dos anos 1980 e 1990. A nova produção une a ideia original do anime com inovações para atrair um novo público. Quem lembra de toda história original vai perceber que o novo roteiro sofreu algumas transformações. Uma que chama a atenção é a transformação de Shun de Andrômeda em uma personagem feminina. Na época o roteirista Eugene Son explicou: "Hoje o mundo mudou. Garotos e garotas trabalhando lado a lado é o padrão. Nós somos acostumados a ver isso. Certo ou errado, o público pode interpretar uma equipe só de homens como nós tentando tomar um posicionamento sobre algo."

 

Popeye

A nova versão do desenho animado criado em 1933 foi transformada. O bom e velho lobo do mar, conhecido pela super força e pelo paixão por espinafre, e Olívia, está diferente. No lugar do cachimbo que o personagem trazia, agora Popeye usa um apito. Sua nova dieta inclui espinafre orgânico.

 

Carmen Sandiego

A misteriosa ladra e espiã que estreou em 1980, ainda na franquia de jogos Where in the World is Carmen Sandiego? foi para a TV entre 1994 e 1999. A primeira versão da série animada, produzida pela Fox, foi dublada por Rita Moreno, vencedora do Oscar em Amor, Sublime Amor (1962). Com mudanças na aparência, a protagonista deixa de ser uma mulher de pele branca e assume uma pele escura, com o mesmo casaco e chapéu vermelhos. O lado educativo continua, com cenas que explicam aspectos geográficos e históricos dos lugares visitados pela personagem.

 

Tudo o que sabemos sobre:
animaçãosérie e seriado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.