China revive 'Friends' com 'Central Perk' em Pequim

Restaurante foi parar na lista de '10 estabelecimentos mais bizarros da cidade', feita pela CNN

Antonio Broto, EFE

17 de dezembro de 2010 | 11h09

Os nostálgicos fãs do seriado americano Friends, que desde 1994 fez rir telespectadores de todo o mundo, já podem reviver os melhores momentos do programa em um café que é uma cópia idêntica do famoso "Central Perk" da série, embora, para isso, tenham que viajar para Pequim.

O local no qual Rachel, Ross, Monica, Phoebe, Chandler e Joey costumavam frequentar, um autêntico mito para os aficionados da série, foi reproduzido até o último detalhe em uma das áreas mais modernas de Pequim, o distrito de Chaoyang, no oeste da capital.

O dono do café é o chinês Du Xin, que chegou a mudar seu nome para Gunther, para imitar o personagem que gerenciava o estabelecimento no seriado, e que sempre tentava sem sucesso dar em cima de Rachel.

"Abri este café porque essa série é muito importante para mim. Nos momentos mais difíceis da minha vida, quando a aasistia, me trazia muita alegria. Quando vejo 'Friends', não me sinto tão só, e isso me faz muito feliz", contou à Agência Efe Du Xin/Gunther, que aproveitou para entregar um cartão de visita já com seu nome "artístico".

Du conta com orgulho que seu estabelecimento, aberto há seis meses, aparece na entrada de Wikipedia dedicada à série de televisão americana, e que os responsáveis desta, quando viajaram para Pequim, reconheceram que é extremamente fiel ao original, até o último detalhe.

"Com uma diferença", esclarece o Gunther chinês. O original se encontra em um estúdio da Warner Bros em Hollywood, e os visitantes não podem tocar em nada de lá, enquanto na cópia pequinesa podem ficar à vontade.

Não faltam, entre outros detalhes, o mítico sofá no qual os seis protagonistas da comédia se sentavam com suas xícaras de café, em torno de uma mesa de centro que também faz parte da versão chinesa.

Em frente ao sofá, uma televisão emite sem intervalos capítulos do programa, com sessões de "maratonas especiais" (por exemplo, nos últimos dias só foram ao ar capítulos natalinos).

"Foi um duro trabalho reproduzir o 'coffeshop'. Tivemos que encomendar muitos móveis, e nos custou muito tempo. Para fazer uma simples cadeira tivemos que buscar muitas fotografias, de vários ângulos, porque na televisão as imagens passam muito rápido e não podemos vê-las detalhadamente", explicou o dono.

"Espero que os atores do programa e seus fãs venham para este lado da Ásia para curtir e conversar sobre esta série neste lugar", contou Du Xin. O proprietário chegou a rebatizar dois garçons de Rachel e Joey (os dois personagens que trabalharam no café em diferentes temporadas).

Para continuar com o espírito da série são organizadas atividades temáticas como concursos de sósias de Rachel, e, certamente não pode faltar, apresentações cover de Phoebe cantando "Smelly Cat", a canção que essa personagem surrealista compôs e cantava.

Tudo para realizar o sonho de Du para que o show permaneça vivo entre os chineses: "Esta série é como uma Bíblia, podemos aprender com ela como tratar os amigos, o casal, como sermos honestos e nos ajudar uns aos outros. Estas são algumas coisas nas quais o publico chinês reparou.

Recentemente, a rede americana CNN colocou o Central Perk na lista de "10 estabelecimentos mais bizarros da cidade", junto com outros como o "House of Poo Poo", que serve pratos com formas escatológicas, e o "Grandma's Rabbit Head Restaurant", que tem a cabeça de coelhos como principal ingrediente do cardápio.

Tudo o que sabemos sobre:
FriendsCentral PerkPequim

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.