Divulgação
Divulgação

Chef Carla Pernambuco cria produtora de programas culinários

Cozinheira,que comanda atrações também na TV, acompanha aumento do conteúdo sobre culinária na internet

João Fernando, O Estado da S. Paulo

26 Março 2015 | 19h14

Além do cheirinho de comida no forno, da cozinha da chef Carla Pernambuco também saem programas de televisão. Durante uma das temporadas do Brasil no Prato, que comandou por três anos seguidos no extinto canal Bem Simples e depois no Fox Life, ela percebeu que os vídeos começariam a tomar lugar dos livros de receita e decidiu criar uma produtora.

“Já tive de produzir comida para 300 pessoas em um sábado. Isso requer cabeça de produtor. Vi que eu poderia ser central de produção. O cenário eu já tinha”, compara ela, formada em comunicação e artes cênicas com passagem por agências de publicidade. Segundo dados do YouTube, no ano passado os canais de culinária cresceram 30% só no Brasil. No mundo, o aumento de usuários que assinam esses canais foi de 280%.

Foi então que Carla decidiu investir no Boca a Boca, seu canal na internet, ligado à rede Snack, que publica vídeos de maneira segmentada. Lá, ela tem programas temáticos, como o Séries à Bolonhesa, em que ensina a fazer pratos inspirados em atrações de TV, como bolinho de limão da Sansa, personagem de Game of Thrones, e batatas gratinadas de Mad Men, que ela afirma estarem presentes na mesa de Don Draper, protagonista vivido por Jon Hamm.

 

Para fisgar o público que anda trocando a TV linear pelos vídeos na web, a chef ensina receitas que podem ser aprendidas em menos de cinco minutos. Uma de suas táticas é mostrar pratos simples. “Quero fazer o dois em um: duas receitas com o mesmo ingrediente.” Outras colegas de profissão da gaúcha seguiram a linha. Rita Lobo, que comanda o Cozinha Prática, no GNT, também publica receitas no canal virtual Panelinha.

Casada com um fotógrafo, Carla Pernambuco foi atrás de informação sobre câmeras e iluminação para criar seus programas. Em pouco tempo, transformou uma casa próxima a um de seus restaurantes, o Carlota, em Higienópolis, em estúdio. Para não repetir o cenários nas diferentes atrações, como o Direto ao Assunto, em que dá receitas que não precisam de horas de preparo, ela e sua equipe mudam os móveis ou montam uma cozinha cenográfica em outros ambientes da casa, com técnicas semelhantes às de novela.

Os pratos mostrados nas produções para a internet não ficam restritos a quem assiste em casa. “Isso se amplia ao restaurante. Muitas receitas vão parar no cardápio”, revela a chef, que já lançou mais de dez livros.

Por ter de ficar atenta aos restaurantes que supervisiona, ela tem uma equipe que se dedica apenas aos programas exibidos na rede. No time está Clarissa Zappa, que aparece no Programa da Palmirinha sob o codinome de Talita. “Não sou multimulher nem tenho clones”, diverte-se a gaúcha, que cozinha em casa “direto”. “Outro dia, minha filha chegou pedindo sopa e fui lá fazer.”

Em breve, ela abrirá em Pinheiros o Clementina, em que servirá apenas pratos feitos com preços de R$ 20 a R$ 30. “Mas sem o raio ‘gourmetizador’”, brinca. Enquanto não inaugura a nova casa, ela capta recursos para o Com Que Receita Eu Vou?, que negocia com um canal de TV paga. Entre a novas produções, está o Cozinha Itinerante. “É um projeto cultural sobre os biomas brasileiros. Vou lá e preparo receitas com ingredientes de cada um deles”, adianta ela, que também planeja vídeos com pratos sem compromisso com a dieta. “Quero fazer uma playlist só de laricas”, avisa. 

Mais conteúdo sobre:
Carla Pernambuco YouTube

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.