'Castelo Rá-Tim-Bum' volta a ser exibido

A partir desta segunda-feira, 30, a série que marcou época retorna à grade da TV Cultura, vinte anos após sua estreia

Eliana Silva de Souza, O Estado de S.Paulo

30 Junho 2014 | 10h15

Há 20 anos surgia na tela da TV Cultura o Castelo Rá-Tim-Bum. Cheio de personagens coloridos e divertidos, logo se tornou sucesso entre a criançada e a crítica também aprovou. Comemorando a data, junto com os 45 anos da Cultura, a série retorna ao ar nesta segunda-feira, 30, à telinha.

O Castelo Rá-Tim-Bum estreou exatamente no dia 9 de maio de 1994, às 19 horas. A partir daí foram 90 episódios, cada um com duração de 30 minutos, exibidos diariamente e tendo como público principal crianças entre 4 e 8 anos. A idealização do projeto ficou com por conta do diretor Cao Hamburger e do escritor e roteirista Flávio de Souza.

Cheio de aventuras, o Castelo traz em cada episódio as peripécias de uma turminha do barulho. Começa com o Nino (Cássio Scapin), que é um garotinho de apenas 300 anos, um pequeno bruxinho, que quer ter muitos amigos para brincar. Com ele moram seu tio Victor (Sérgio Mamberti), um feiticeiro muito poderoso e mas muito bonzinho, que é um inventor e tem um pouco mais de 3 mil anos de idade. Tem ainda sua tia Morgana (Rosi Campos), ela também é feiticeira e adora contar histórias. Ela é um pouquinho mais velha, tem uns 6 mil anos de vida.

Bem, o ‘pequeno’ Nino consegue fazer alguns bons amigos, que serão inseparáveis. São seus três amiguinhos, que sempre o visitam. Tem o pequenino Zequinha (Freddy Allan), muito curioso e cheio de perguntas, está naquela fase do "Por quês?". São tantos "porquês", que sempre tem alguém para dizer a frase "Porque sim, Zequinha!". Os outros dois são o Pedro (Luciano Amaral), que é o mais grandinho, meio intelectual, ele é bem criativo e mais maduro. E a simpática Biba (Cinthya Rachel), menina esperta, decidida e muito responsável.

Outros amigos. Bem, como a série tem muitos personagens, a cada episódio aparece um visitante diferente no Castelo. O Bongô (Eduardo Silva), que o entregador de pizza e vive cantando e dançando. Tem a repórter, a Penélope (Ângela Dip), sempre querendo uma boa notícia, ela se veste todinha de cor-de-rosa.

Para a aventura ser mais eletrizante, sempre surge o metido a esperto, o Dr. Abobrinha (Pascoal da Conceição). Ele quer a todo custo comprar o Castelo e vive bolando planos para conseguir que um dos donos assine o contrato de venda, mas claro, nossos pequenos heróis sempre o desmascaram. E lá vai o Dr. Abobrinha sair correndo mais uma vez.

O Castelo Rá-Tim-Bum irá ao ar nos seguintes horários: no período da manhã, de segunda a sexta-feira, às 11h30; à noite, às segundas, quartas e sextas, às 19 horas; e às terças e quintas, às 19h30.

Números. Na produção da série, que teve 90 episódios, estavam envolvidos 250 profissionais - atores, diretores, produtores, músicos, autores, ilustradores, cenógrafos, efeitos especiais, figurinistas, editores e equipe técnica. E tiveram de ser produzidos cerca de 800 figurinos.

Cinema e teatro. Tamanho sucesso da série fez com que as aventura de Nino e seus amigos fossem parar na telona. E, em 1999, estreou o longa Castelo Rá-Tim-Bum - O Filme, dirigido pelo próprio Cao Hamburger. Em 1997, a turminha chegou ao teatro, também fazendo enorme sucesso. 

Mais conteúdo sobre:
TV Cultura Castelo-Rá-Tim-Bum TV

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.