Carolina Ferraz estreia programa culinário

Carolina Ferraz estreia programa culinário

Atriz diz que não tem a pretensão de se tornar uma chef profissional

João Fernando, O Estado de S. Paulo

10 Setembro 2014 | 19h02


Referência de mulher elegante e conhecida pelo vídeo em que grita “Eu sou rica”, extraído de uma cena da novela Beleza Pura, Carolina Ferraz deu um tempo na vaidade para virar piloto de fogão e passar o dia remexendo as panelas trajando um avental em Receitas da Carolina, previsto para estrear no GNT no dia 23 de setembro, às 22h30.

“Esse avental é meu. Estou usando roupas que usaria na minha vida. Estou preocupada em ser honesta e verdadeira em todos os aspectos”, alega a atriz, de 45 anos, que passou os últimos três negociando a atração de culinária com o canal. As conversas começaram pouco depois de lançar o livro Na Cozinha com Carolina, cuja venda gira em torno de 10 mil exemplares.

Apesar de cozinhar desde a adolescência, Carolina prefere se manter no time de amadores. “Eu me posiciono bem como cozinheira e não como uma expert. Não sou chef, sou uma atriz que adora cozinhar. Todo o tempo, tento passar para as pessoas que cozinhar bem é ter boas receitas e liberdade para você adaptar ao seu gosto.”

Enquanto separa os ingredientes, a atriz explica que não é preciso seguir à risca o jeito de preparar cada prato. “Se não quiser pimenta, pode tirar. Ou diminuir a cebola. Nada do que estou fazendo nem a interferência do público vai alterar o resultado da receita. Evidentemente, vai alterar o sabor”, reforça. Segundo ela, serão mostradas opções simples. “É uma cozinha do dia a dia revisitada, coisas que faço na minha casa como arroz, feijão, algum legume, carne ou peixe. Aqui tem algumas coisas mais elaboradas, mas sempre com a preocupação de fazer receitas fáceis. Não quero que as pessoas vejam e pensem que nunca vão conseguir fazer. Quero estimulá-las a se aventurarem na cozinha.”

O requinte ficou por conta da produção. Receitas de Carolina foi rodado em uma mansão no Jardim Europa. Na casa quase sem móveis, a equipe se concentrava na cozinha, que, de longe, parecia um salão de festas. Na gravação que Estado acompanhou, era possível ouvir a música alta e os gritinhos de “uhu” da apresentadora. “Sempre que vou para a cozinha, ligo o rádio. Claro que aqui não fico dançando o quanto faço em casa. Lá, solto a panturrilha. Aqui estou me controlando, fazendo uma linha mais fofa, educadinha. Estou sofrendo muito”, confessa, às gargalhadas.

Na contramão de colegas de canal, como Bela Gil, que explica propriedades medicinais e efeitos dos alimentos que prepara, Carolina só quer passar receitas adiante. “Gosto de uma coisa mais leve, mas sem preocupação. Eu me sinto uma vovozinha, uma Dona Benta pop. Sem nenhuma pretensão. A Dona Benta, para mim, é um grande ícone, ela é um sucesso.”

Ficar diante do fogão é assunto tão sério para a atriz que ela afirma ter o hábito de deixar os amigos na praia porque não pode deixar de preparar o almoço. Até na época das gravações de Receitas, em que chegava às 7 horas e só ia embora à noite, não largava as panelas. A goiana conta que costuma passar horas pesquisando ingredientes novos no supermercado e passa batida pelos frequentadores. “Se estranham me ver lá, disfarçam bem.” 

Carolina jura que fugiria se tivesse de cozinhar para Nigella ou Jamie Oliver, estrelas do GNT. “O que vou fazer com eles? Já tenho de decorar muito texto para novela e teatro. Quero comer a comida deles”, defende ela, que, por ora, pode ser vista atuando na reprise da novela História de Amor, no canal Viva. 

Mesmo sempre em forma, ela garante se jogar nas receitas menos leves e faz charme para dizer que não é tão magra assim. “Ícone da magreza? Você acha? Acho bom que, no inconsciente coletivo, as pessoas consigam me ver magra. O tempo passa e a gente engorda.”

Mais conteúdo sobre:
Carolina Ferraz GNT culinária

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.