Canções com o frescor dos anos 60

Em The Commitments, Alan Parker mostra as dificuldades de jovens loucos pela fama

Ubiratan Brasil, O Estado de S.Paulo

10 de maio de 2009 | 01h02

O diretor Alan Parker vinha de sucessos como Mississippi em Chamas e Coração Satânico quando, no início dos anos 1990, deparou-se com uma pequena verba de produção. O detalhe não o desencorajou - ao contrário, serviu como incentivo para que ele dirigisse um de seus melhores filmes, The Commitments - Loucos pela Fama, em 1991, lançado agora em DVD pela Fox.

Parker começou na publicidade, influência perceptível na qualidade da imagem de seus filmes iniciais. Isso, no entanto, não o livrou dos críticos, que detestam o realismo forjado de seus longas, nos quais tudo parece arrumado como em uma butique. Mas seus filmes em geral atingem os objetivos a que se propõem.

É o caso de Commitments, que se passa em Dublin, onde jovens irlandeses lutam para formar um grupo dedicado à música soul. A paixão pela música os consome, mesmo enfrentando dificuldades e desentendimentos. O resultado é um musical simpático, com uma trilha sonora de primeira linha e de sucesso, a ponto de incentivar o grupo a gravar uma continuação. Inspirado na obra de Roddy Doyle, o filme comprova a eficiência de Parker em conduzir um elenco jovem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.