Brntm ganha júri fashion de peso

Alexandre Herchcovitch e Erika Palomino dizem julgar as modelos de acordo com o mercado

O Estado de S.Paulo

01 de setembro de 2007 | 23h15

Após tantas cópias de programas americanos em que nenhuma vírgula é modificada, dá preguiça de encarar mais uma atração do gênero. Desta vez, quem assina a versão nacional é a Sony, que apresentou o elenco do reality Brazil?s Next Top Model (Brntm), que estréia em 3 de outubro. O canal jura que a versão não será amarrada à original. "As tarefas não serão iguais", diz o produtor Roberto D?Avilla. Considerando-se o júri de Brntm, os espectadores podem esperar algo diferente mesmo. A qualidade da bancada nacional supera os jurados de Tyra Banks. E as participantes são mais fashion. O estilista Alexandre Herchcovitch está no júri, assim como a jornalista de moda Erika Palomino. Os dois prometem avaliar as modelos com visão mercadológica, mas sem fugir do esquema do show. "A personalidade, o carisma e o caráter são tão levados em conta quanto a beleza e a fotogenia", fala Erika. Mesmo assim, ela e o estilista não vão dar muita brecha para conhecerem as candidatas. "A gente faz mais carão."Paulo Borges, organizador da São Paulo Fashion Week, também dará seus palpites e o responsável por dirigir as tarefas das candidatas é o consultor Carlos Pazetto. Ele está empolgado com a missão, mas diz que não é o Jay de Tyra Banks. "Sou mais um diretor de cena e fico mais próximo das modelos."Quem também promete imprimir sua marca é Fernanda Motta, a modelo e apresentadora do Brntm. "Não estou preocupada com comparações porque a Tyra é americana e os brasileiros são completamente diferentes", comenta a bela.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.