Britânicos levam cinco Emmys Internacionais

A Grã-Bretanha ganhou cinco prêmios Emmy Internacionais na segunda-feira, enquanto o produtor-executivo de "American Idol", Nigel Lythgoe, recebeu um prêmio honorário entregue por Lady Gaga, que fez uma aparição surpresa.

CHRIS MICHAUD, REUTERS

22 de novembro de 2011 | 09h34

O Emmy em homenagem aos programas de televisão produzidos fora dos Estados Unidos aumentou seu alcance em sua 39a edição.

Embora a Grã-Bretanha estivesse na liderança, em cinco das dez categorias mais competitivas, incluindo melhor atriz para Julie Walters e melhor ator para Christopher Eccleston, a vantagem não foi esmagadora como nos últimos anos, em que o país chegou a conquistar até oito prêmios.

Bélgica, Chile, Portugal, Canadá e Suécia levaram um prêmio cada, sendo que o Chile ganhou seu primeiro Emmy da história, pelo programa infantil "¿Con qué sueñas?".

A Bélgica venceu o prêmio de melhor comédia por "Benidorm Bastards", um programa de câmera escondida em que idosos pregam peças em pessoas mais jovens.

A série britânica "Accused", que narra as histórias de suspeitos que aguardam o veredito no tribunal, foi eleita o melhor drama.

Eccleston venceu o prêmio por seu papel em "Accused", enquanto Walters foi a escolhida por sua interpretação da parlamentar do Partido Trabalhista britânico Mo Mowlam. Nenhum dos dois estava presente para receber o prêmio.

Mas o show recebeu um pouco do glamour de Hollywood quando Lady Gaga subiu ao palco para uma apresentação-surpresa e entregou o prêmio honorário dos fundadores para Lythgoe, que também é produtor-executivo de "So You Think You Can Dance", dizendo que ele era seu empresário favorito na indústria.

Lythgoe retornou o gesto dizendo que Gaga, que vestia um modesto vestido preto, uma peruca loira comprida e óculos escuros, "certamente é, na minha opinião, a mulher mais criativamente talentosa do show business no momento".

Tudo o que sabemos sobre:
TVEMMYSINTERNACIONAL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.