Divulgação
Divulgação

Betty Lago, Taís Araújo, Samantha Schmütz e Bruno de Luca mostram lado B do carnaval na TV

Com ajuda de jornalistas e comentaristas, time de atores fará transmissão do carnaval menos badalado no canal Viva

João Fernando, O Estado de S. Paulo

27 de fevereiro de 2014 | 18h12

Em vez de beber, comer e ver vaivém dos carros alegóricos no conforto do ar-condicionado dos camarotes, os atores Betty Lago, Taís Araújo, Samantha Schmütz e Bruno de Luca vão dar duro na avenida neste carnaval. Os artistas foram escalados para compor equipe do canal Viva, que pela primeira vez transmitirá os desfiles dos grupos de acesso de São Paulo e o das campeãs paulistanas e cariocas, no dias 2, 7 e 8 de março.

Habituée da Sapucaí, Betty Lago terá seus momentos de caloura. "Nunca cobri o carnaval, mas desfilo há 12 anos pela Grande Rio. Este ano não vou e aceitei o convite da Leticia (Muhana, diretora do Viva) para participar das campeãs. Dentro do meu trabalho de atriz e apresentadora, acho que tem tudo a ver. O das campeãs acho que será um desafio diferente. Gostar do carnaval e participar lá acho que será bacana", diz a atriz, liberada pela Record para trabalhar no canal da Globosat.

Diferentemente dos jornalistas que dão expediente na transmissão da folia, Betty conta não ter passado as semanas anteriores estudando o histórico de cada escola. "Vou assistir aos desfiles, óbvio. Mas tem muita gente que já conheço pelo fato de estar desfilando o tempo todo. Então, se você tem material, que é o enredo, o que vai passar pela avenida, depois vai juntando suas próprias opiniões", explica a atriz, que acredita em uma cobertura mais descontraída. "Acho que estamos fugindo da regra de ser aquela coisa mais formal. Há os repórteres que vão fazer a cobertura jornalística, e nós temos o espaço para sermos nós mesmos. Acho que cada um foi convidado por suas características pessoais e por serem capazes de improvisar. Você aproveita o momento, tem as sacadas", aposta.

Além dos atores, que se dividirão entre concentração, arquibancada e dispersão, haverá jornalistas na transmissão, como Mariane Salerno e Júlia Bandeira, egressas do Profissão Repórter. Entre as caras conhecidas estão as narradoras Vanessa Riche (SporTV) e Cuca Lazarotto (TV Cultura), além das comentaristas Luciana Mello e a sambista Teresa Cristina.

A ideia de levar o carnaval para o Viva é um dos desdobramentos da medida de integração da Globo com a Globosat, iniciada por Carlos Henrique Schroder, diretor-geral da emissora aberta. "Eles estão transferindo o conhecimento do pessoal da engenharia e nós com a produção. Temos experiência com shows e eventos como o Rock in Rio, mas não com o carnaval", disse ao Estado Leticia Muhana, que já esteve à frente de outros canais da Globosat.

Sem trabalhar durante a folia desde os anos 1980, quando batia o ponto no departamento de jornalismo da Globo, Leticia vai coordenar as transmissões. Como a equipe do Viva só tem 20 pessoas, ela precisou de reforço. "Só na engenharia são cerca de 300. A grosso modo, são mais de 800 profissionais envolvidos", explica ela, que selecionou os artistas para ancorar o carnaval. "A Taís já passou pelo Superbonita (GNT). O Bruno e a Samantha são do humor, fizeram o Rock in Rio."

Humor. Ao perambular pela Sapucaí e pelo Anhembi, a turma do Viva vai esbarrar nas equipes da RedeTV!, que vai resgatar figuras antigas de seu elenco para fazer graça com os foliões. A partir de hoje, à meia-noite, a emissora exibirá os bastidores do desfile em São Paulo e segue para o Rio no domingo. Humoristas como Vinícius Gluglu e Charles Henriquepédia, ambos egressos do Pânico na TV, na época em que a atração ainda estava no canal, vão ficar na porta do tradicional Baile de Gala Gay para tirar sarro de quem entrar na festa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.