Iara Morselli/Estadão
Iara Morselli/Estadão

Betty Lago morre de câncer, aos 60 anos, no Rio de Janeiro

Parentes e amigos se despedem da atriz em redes sociais

Luciana Nunes Leal, O Estado de S. Paulo

13 de setembro de 2015 | 11h37

Atualizada às 14h19

RIO - A ex-modelo e atriz Betty Lago morreu na madrugada deste domingo, 13, de câncer na vesícula, em sua casa no Leblon, na zona sul do Rio, aos 60 anos. A doença foi diagnosticada em 2012, quando Betty foi submetida a uma cirurgia e começou o tratamento com quimioterapia. 

A atriz não se negava a falar sobre a doença e muitas vezes se deixou fotografar com a cabeça raspada. No dia 29 de agosto, publicou uma foto de si mesma, com o cabelo bem curto, no Facebook, com uma saudação “Bonjour (bom dia, em francês)!”. 

Nas redes sociais, parentes, amigos e colegas da TV, do cinema e do mundo da moda lamentaram a morte de Betty. Patty Lago, filha de Betty, publicou a foto de uma praia e escreveu: “E o dia amanheceu assim, triste e lindo ao mesmo tempo". A atriz foi casada com o ator Eduardo Conde, falecido em 2003, com quem teve o filho Bernardo. Também foi casada com Guilherme Linhares, professor de educação física, e namorava desde o início deste ano o ator Clovys Torres.

Betty teve uma bem sucedida carreira de modelo durante 15 anos, com desfiles na Europa e Estados Unidos. Entre 1988 e 1991, fez curso de interpretação. Em 1992, estreou na televisão, interpretando Natália, ma minissérie “Anos Rebeldes”, da TV Globo, onde atuou em várias novelas do autor Carlos Lombardi, como “Uga Uga”, “Kubanacan”, “Pé na Jaca” e a minissérie “O Quinto dos Infernos”. 

Durante cinco anos foi apresentadora do programa “GNT Fashion”. Também foi debatedora do “Saia Justa”, no canal GNT. Na TV Record, trabalhou em novelas como “Vidas em Jogo” e “Pecado Mortal”. No cinema, Betty Lago atou em “Alô”, “Xuxa e os Duendes 2” e “Mais Uma Vez Amor”. Antes disso, em 1976, fez uma ponta em “Dona Flor e Seus Dois Maridos.

A atriz estava no ar como jurada do programa “Desafio da Beleza”, do GNT, e ensaiava a peça “Menopausa”, que tinha estreia prevista para este mês.

Também ex-modelo, a atriz Cristiana Oliveira, disse que Betty era uma de suas referências. “Conheci uma mulher linda, segura de si, personalidade forte, que se tornou uma atriz incrível, engraçada, com seu jeito próprio e único. E aprendi muito com ela (...) Vamos sentir muito sua falta, guerreira”, escreveu Cristiana. 

A modelo Marina Weickert, que trabalhava com a atriz em “Desafio da Beleza” publicou uma foto ao lado de Betty. “Lembrando aqui da tua risada fácil, das tuas brincadeiras e do teu coração doce. Feliz de mim que terei um pedacinho teu para sempre aqui comigo”, publicou.“Foi a modelo número 1”, elogiou a ex-colega Luiza Brunet. 

O corpo da atriz será cremado às 17 horas desta segunda-feira, 14, no Memorial do Carmo, no Caju (zona portuária).


Mais conteúdo sobre:
betty-Lagomortecâncer

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.