TV Globo
TV Globo

‘Bebê a Bordo’ é encurtada e ‘Vale Tudo’ volta a ser exibida no Viva

'Brega & Chique’ e ‘Roda de Fogo’ chegaram a ser anunciadas pelo canal, mas foram canceladas

Adriana Del Ré, O Estado de S.Paulo

06 Maio 2018 | 06h00

Uma verdadeira dança das cadeiras tem marcado a programação do canal pago Viva. A deliciosa novela Brega & Chique, de Cassiano Gabus Mendes, e estrelada por Marília Pêra e Glória Menezes, chegou a ser confirmada como substituta de Sinhá Moça em agosto, mas sua exibição no canal foi cancelada. Em seu lugar, será exibida novamente Vale Tudo, escrita por Gilberto Braga, Aguinaldo Silva e Leonor Bassères.

+++Globo confirma saída de Caio Blat de 'Deus Salve o Rei'

Outra novela prevista para estrear no canal, Roda de Fogo também não será mais exibida e, em seu lugar, entrará A Indomada. Segundo o Viva, Roda de Fogo e Brega & Chique foram substituídas “por decisões de programação do canal”, sem dar mais detalhes sobre as razões das mudanças. “Vale Tudo, que chegará ao canal em junho de 2018, foi uma das três primeiras novelas exibidas pelo Viva em sua estreia, em 2010. Queremos presentear o nosso telespectador, que tanto nos pediu uma homenagem pelos 30 anos da história de Gilberto Braga e Aguinaldo Silva, e dar a chance a muitas pessoas que não tiveram a oportunidade de assistir a esse clássico da teledramaturgia”, afirma a assessoria do canal.

+++Monique Alfradique surge irreconhecível na novela ‘Deus Salve o Rei’

E continua: “Já A Indomada, que será exibida a partir de julho de 2018, é um dos grandes sucessos de Aguinaldo Silva e Ricardo Linhares, que misturaram realismo fantástico, cultura nordestina e hábitos ingleses de forma bem-humorada. Ambientada na fictícia Greenville, a novela tem no elenco nomes como Adriana Esteves, Eva Wilma, Selton Mello, Renata Sorrah, Ary Fontoura, Cláudio Marzo, entre outros”.

Ainda no canal, Bebê a Bordo vai ser encurtada, o que tem sido alvo de críticas. A baixa audiência da novela de Carlos Lombardi tem sido apontada como principal motivo para os capítulos serem editados. Quando foi exibida, na TV Globo, entre 1988 e 1989, Bebê a Bordo trouxe uma linguagem inovadora e até anárquica para a faixa das 19h, ao misturar trama ágil, diálogos bem-humorados, pitadas de sexo e temas pouco usuais em folhetins da época, como o da mãe solteira interpretada por Isabela Garcia. O público atual teria rejeitado essa combinação 30 anos depois de a novela ter ido ao ar pela primeira vez?

Mais conteúdo sobre:
televisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.