VALERIE MACON / AFP
VALERIE MACON / AFP

Audiência do Emmy se recupera com cerimônia presencial

Cerca de 7,4 milhões de espectadores dos Estados Unidos acompanharam a festa pela TV

AFP, O Estado de S.Paulo

21 de setembro de 2021 | 07h45

Os prêmios Emmy encerraram sua sequência de piores recordes de audiência neste domingo, 19, quando 7,4 milhões de pessoas nos Estados Unidos ligaram suas televisões para assistir à gala. Trazendo de volta o tradicional tapete vermelho e uma constelação, ainda que reduzida, de estrelas, a cerimônia transmitida pela CBS alcançou um aumento de 16% na audiência em relação à edição do ano passado, que foi virtual e marcou o pior recorde televisivo, com 6,1 milhões de telespectadores.

A rede de televisão CBS, responsável pela transmissão, disse que o público televisivo de domingo foi o maior desde 2018. A cifra não inclui aqueles que assistiram fora de casa ou em bares e restaurantes."No geral, foi uma noite maravilhosa na televisão e uma ótima maneira de começar a nova temporada", disse a CBS em um comunicado. 

Mas a audiência deste domingo foi a terceira menor da história do Emmy, em um momento em que o público de todas as premiações sofre uma clara queda. A alta mais recente do Emmy foi em 2013, quando cerca de 17,7 milhões de pessoas o acompanharam.

The Crown, O Gambito de Rainha e Ted Lasso ganharam os principais prêmios no 73º Emmys, marcando as primeiras grandes vitórias para Netflix e Apple TV+, em uma noite em que as plataformas de streaming prevaleceram sobre as redes de televisão tradicionais.

O único prêmio individual concedido a uma das maiores redes da América foi para o Saturday Night Live, da NBC, que recebeu a estatueta de melhor programa de variedades, enquanto a CBS terminou a noite de mãos vazias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.