MGM Television
MGM Television

Atriz islandesa Ragga Ragnars marca o 5º ano da série 'Vikings'

Nadadora profissional, ela vive a guerreira Gunnhild e acha que seu treinamento intenso no esporte a ajudou a enfrentar as cenas de batalha

Pedro Rocha, Especial para o Estado de S. Paulo

23 de janeiro de 2019 | 03h00

Desde o episódio de número 14 da atual temporada da série Vikings, exibida no Brasil às quintas-feiras, às 22h, no canal pago Fox Premium 2, uma nova personagem surgiu e com força total, já se integrando entre o elenco principal. A guerreira Gunnhild, vivida pela atriz islandesa Ragga Ragnars, tem não apenas impressionado nas batalhas, como conquistado o coração de alguns personagens, como Björn Ironside (Alexander Ludwig), que decidiu tomá-la como sua esposa. 

A série, que no momento está na quinta temporada, já teve o seu fim decretado, vai acabar no sexto ano. Apesar de ter se juntado ao elenco já no final da história, a atriz Ragga Ragnars está empolgada com o papel, o primeiro de destaque em sua carreira. “Eu sou muito fã da série, comecei a ver ainda na primeira temporada. Na minha cabeça essa história não vai terminar”, afirmou a atriz numa conferência com jornalistas da América Latina, e presença do Estado. “Gosto de viver no agora, ainda não pensei no fim.”

Antes de se tornar atriz, Ragga era nadadora profissional. Na Olimpíada de Atenas, em 2004, aos 19 anos, se tornou a mais jovem nadadora a competir pela Islândia em Jogos Olímpicos. A vontade de atuar, no entanto, sempre esteve presente. “Quando ainda estava nadando recebi propostas de alguns papéis, mas disse não para focar na minha carreira nas piscinas.”

Apesar de não estar totalmente aposentada do esporte – ela ainda compete ocasionalmente –, Ragga decidiu finalmente tentar a carreira de atriz, depois de ser mãe. Com seu primeiro papel de destaque, em Vikings, ela afirma que tem sido uma transição fácil. “Ser uma nadadora e ter treinado por até seis horas por dia por 25 anos me faz pensar que, com certeza, tenho algumas coisas em comum com Gunnhild”, analisa a atriz. “Ela teve de passar basicamente pelo mesmo para chegar ao nível de guerreira em que ela está.”

Ragga se diz feliz com a personagem por ter orgulho de viver, nas telas, uma mulher tão poderosa. “A assinatura dela é mostrar sua força e energia. Ela é uma grande guerreira, mistura feminilidade e força”, elogia. Para ela, apesar de a personagem ser tão durona em suas batalhas, numa história ambientada há tantos anos, é alguém fácil de se relacionar. “Ela tem um lado muito humano, de muitas emoções e qualquer pessoa consegue se relacionar com isso, emoções são eternas.”

Agora que Gunnhild se vê prisioneira e casada com Björn, ela precisa, segundo Ragga, lutar por sua sobrevivência. “É algo que ela tem de conquistar tanto no aspecto físico quanto mental, seja nas batalhas ou no dia a dia.” A atriz adianta o que está por vir nos episódios finais da quinta temporada de Vikings. “Ela é uma pessoa de muito amor, ela forma grandes amizades e a sua jornada continua”, entrega. “Ela vai viver bons episódios quando formar amizades.”

Herança. Para Ragga Ragnars, uma das partes mais divertidas de interpretar uma guerreira viking é gravar cenas de lutas. “Adorei aprender a coreografia para os passos de luta.” Para ela, isso faz com que ela se sinta ainda mais próxima, emocionalmente, de sua personagem. “Como islandesa, tenho uma grande conexão com as tradições vikings.”

Segundo a atriz, ela se sente em casa nas cenas, por conta da influência das línguas nórdicas. “Todos os nomes de personagens são os nomes dos meus amigos e familiares na vida real”, brinca. Para ela, é especialmente mais confortável quando se fala o nórdico antigo na série. “A língua nórdica é talvez o mais perto que conseguimos chegar dos vikings. É algo muito ligado à nossa cultura islandesa”, acrescenta.

Mais conteúdo sobre:
série e seriadoRagga Ragnars

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.