Divulgação
Divulgação
Imagem Cristina Padiglione
Colunista
Cristina Padiglione
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Atriz de 'Veep' vive na ficção uma experiência real do Brasil

Anna Chlumsky, como assessora da presidente na série da HBO, dá conselhos a Dilma

Cristina Padiglione, O Estado de S. Paulo

22 de abril de 2016 | 04h00

Papel que já lhe rendeu duas indicações ao Emmy como atriz coadjuvante, Amy, a eficiente assessora de Selina Meyer (a premiada Julia Louis-Dreyfus) na série Veep, da HBO, volta ao ar a partir deste domingo, na estreia da 5ª temporada da comédia que acumula já uma prateleira de troféus, incluindo os dois últimos Emmy na categoria.

Da sede da HBO, em São Paulo, um grupo de jornalistas, incluindo o Estado, conversou com Anna via videoconferência. Simpática, ela logo mostrou conhecer algumas palavras em português e revelou estar a par da crise política no Brasil. “Boa sorte”, ela nos deseja. E que conselhos ela daria a Dilma, se fosse sua assessora, pergunto. “Cuidado com o que fala”, responde Anna, em inglês, emendando, em bom português: “Cuidado ao falar ao telefone”.

Em Veep, Selina é a vice-presidente que acaba se tornando presidente, após a renúncia do titular. E disputa a reeleição, assim como Frank Underwood em House of Cards. A diferença é que Selina é divertida e não puxou o tapete do presidente. Ao fim da última temporada, um empate com o adversário mantém o suspense em torno de seu futuro, que depende de votos no Congresso. “Acho curioso que a nossa série tenha falado em votos do Congresso e que haja uma mulher na presidência, algo como o que vocês estão vivendo agora”, diz. “É sempre difícil falar de corrupção e decidir o que fazer a partir disso.”

Embora a série trafegue nesse universo de Casa Branca e os Estados Unidos estejam envolvidos com as próximas eleições, a série não menciona nomes reais. “Nunca especificamos uma ação relacionada a políticos. Gostamos de explorar todos os problemas de um governo. Se focássemos em determinadas pessoas, perderíamos oportunidades. Ninguém está a salvo do que está acontecendo ali, os personagens são loucos.”

À espera do segundo filho de Shaun So, com quem é casada desde 2007, a atriz que ganhou fama aos 11 anos de idade pelo filme Meu Primeiro Amor (My Girl), ri ao comentar que a gravidez não se estende a Amy, uma workaholic sem sorte no amor e que “não gosta de crianças”. Veep estreia domingo, às 23h30.


Tudo o que sabemos sobre:
ArtesTelevisãoSérie

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.