CLAYTON DE SOUZA/ESTADÃO
CLAYTON DE SOUZA/ESTADÃO

Ator Luis Gustavo morre aos 87 anos

Ele vinha fazendo tratamento contra um câncer no intestino desde 2018, mas não resistiu às complicações

O Estado de S.Paulo, O Estado de S.Paulo

19 de setembro de 2021 | 15h07

O ator da Globo, Luis Gustavo Sánchez Blanco, morreu aos 87 anos neste domingo (19). Ele estava em Itatiba cuidando de um câncer no intestino desde 2018. O ator tinha como trabalhos de destaque mais recentes participações em na novela Malhação, em 2012, e no seriado As Cariocas: A Invejosa de Ipanema, de 2010. Ele estava vacinado contra a covid-19 desde fevereiro.

Luis Gustavo era casado com Cris Botelho e pai de Luis Gustavo Vidal Blanco (que tinha como mãe Heloísa Vidal) e Jéssica Vignolli Blanco (fruto do casamento do ator com a atriz Desireé Vignoll). Ele deixa também a neta Marina Hoagland Blanco Buzzone e os sobrinhos também atores Tato Gabus Mendes e Cássio Gabus Mendes. Diversos artistas publicaram homenagens após a morte do ator (clique aqui para conferir a repercussão).

O ator era de 2 de fevereiro de 1934. Ele nasceu na cidade de Gotemburgo, Suécia, e seus pais eram espanhóis. O pai, Luis Amador Sánchez Fernández, era embaixador de carreira da Espanha no Brasil quando o ator era ainda criança. Assim que o ditador Franco tomou o poder, Amador foi o único dos embaixadores de seu país a renunciar ao cargo. Exilado por não compactuar com o governo de Franco, ficou no Brasil como refugiado com toda a família e se tornou professor, escritor e colaborador de jornais como o Estadão.

A mãe, por sua vez, era de origem humilde, mas vinha com muita veia artística e capacidade para falar 19 idiomas, segundo o próprio contou em entrrevista à Globo. “Eu nasci em berço de ouro”, dizia Luis. “Mas a vida ficou muito mais difícil quando meu pai se tornou um refugiado no Brasil.”

Em 2014, o ator lutou pela vida depois de 33 dias com uma doença originalmente misteriosa mas depois diagnosticada como endocardite. Uma bactéria instalada no intestino havia migrado para a região da cabeça e, em seguida, para o coração. Ele sofreu perda de memória, perda de equilíbrio e emagreceu quase 15 quilos à época. “Eu achava que iria morrer todos os dias”, disse em 2014, em depoimento ao programa Fantástico. “Imagine minha alegria ao voltar ao estúdio. Eles fizeram bolo, me deram flores”, falou emocionado com o carinho que recebeu ao voltar a gravar a novela que fazia à época na Globo, Joia Rara.

No início da carreira, Luis Gustavo ele tornou-se assistente de direção de programas como o teleteatro TV de Vanguarda. Sua primeira novela foi Se o Mar Contasse, de Ivani Ribeiro, na TV Tupi, em 1964, e ele logo atuaria também em novelas como O Sorriso de Helena, O Direito de Nascer, O Amor Tem Cara de Mulher e Estrelas no Chão.

Os maiores sucessos vieram com o costureiro Ariclenes Almeida / Victor Valentin na novela Ti Ti Ti, o músico cego Léo em Te Contei? e o playboy Ricardo em Anjo Mau, todas de Cassiano Gabus Mendes. Mas, talvez, o sucesso mais recente, e o que o tornará lembrado por muitas pessoas, é o personagem Vanderlei Mathias, o Vavá, do extinto humorístico Sai de Baixo. Clique aqui para ler uma análise sobre sua carreira..

Beto Rockfeller. Outro grande personagem de sucesso vivido por Luis Gustavo foi em 1968, quando ele interpretou o marcante Beto Rockfeller, na extinta TV Tupi. A inspiração para a criação de Rockfeller se deu de forma curiosa, em uma boate de meados dos anos 1960. “Entrou um rapaz, com uma roupa diferente, simpático. Cumprimentou todo mundo, beijou a mão da aniversariante, pegou flores que estavam na própria mesa e deu a ela, como se ele próprio as tivesse trazido”, disse Luis Gustavo em entrevista ao projeto Memória Globo, revelando o dia em que teve a ideia de como iria interpretar o personagem.

O sucesso de Beto Rockfeller foi tamanho que, depois de ficar um ano no ar, o roteiro acabou sendo adaptado para o cinema, com Olivier Perroy no papel principal. As paródias também vieram e a mais conhecida ficou a cargo do humorista Amácio Mazzaropi, que faria seu Betão Roncaferro em 1970.

Luis Gustavo era um ator ligado à Globo desde o ano de 1976, quando fez Anjo Mau. No texto de Cassiano Gabus Mendes, que também fazia seu primeiro trabalho na emissora, Luis vivia o personagem Ricardo, irmão de Rodrigo, o protagonista, vivido por José Wilker. Ele faria, logo na sequência do estouro de Beto Rockfeller, a novela também de sucesso chamada Duas Vidas (1977), escrita por Janete Clair. Mas seria apenas na seguinte, Te Contei?, que viria outro sucesso, agora seu primeiro estouro na Globo. Ele contava que criou o personagem inspirado em um amigo de infância cego. “É um dos personagens que eu tenho mais dentro do coração”, lembrou, também em entrevista ao Memória Globo. 

Em 2017, o também ator Miguel Falabella lembrou, ao lado do colega Luis Gustavo, de suas proezas diante das câmeras do humorístico Sai de Baixo: “É verdade, eu tenho que falar aqui para quem não sabe aprender. Ele (disse, apontando para Luis Gustavo, a seu lado) é uma alua de tempo, uma aula de verdade, uma aula de comédia.” Luis Gustavo ria. Ao final das lembranças dos tempos do humorístico, comemorou a vida: “Que eu possa sempre viver momentos ao lado de amigos assim.”

 

Tudo o que sabemos sobre:
Luis Gustavotelevisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.