Astrid pilota nova série no canal GNT

18 de dezembro de 2010 | 14h19

 

Além do sucessor do Happy Hour, que, já se sabe, será um programa de linha semanal, e não mais diário, Astrid Fontenelle gravará entre janeiro e fevereiro uma nova série para o canal GNT. Trata-se de uma versão local para um formato comprado, com estreia prevista para março, quando o canal surgirá na tela totalmente repaginado. Na mesma época, aí sim, vem o substituto do Happy Hour, que encerrou carreira ontem. Provisoriamente chamado como Sexta Básica, um semanal de atualidade, o novo programa irá ao ar às sextas, dia em que o Happy Hour sempre se mostrou mais forte no Ibope. Falta definir editorial, roteiro e o próprio endereço do cenário - Rio ou São Paulo.

 

Grude

Drª Michelle/Marisa Orth atende no P.S. de S.O.S Emergência um sujeito com cara de Thiago Lacerda que diz ter perdido a memória. Rápida, ela inventa que teve um caso com ele. E ele se encanta. Amanhã, na Globo.

 

3

opções de visualização com atualização gratuita em tempo real é o que promete o aplicativo da CNN International para iPad, disponível na Apple Store

 

'Muito feliz em saber que Gatinha Manhosa estava no casamento da novela. Adoro cantar em casamento. Adoro ser trilha de amores alheios' Léo Jaime

 

A frase acima foi estampada por Léo Jaime no Twitter, anteontem, dia em que Fátima (Bianca Bin) se casou com Sinval (Kayke Britto) na novela Passione, exatamente ao som da canção resgatada por Léo.

 

A saída de Zico Góes do GNT não há de afetar, até segunda ordem, a reforma já programada pelo canal para 2011. Todo o pacote vinha sendo formatado há quatro meses.

 

A volta de Daniela Beyrutti, filha número 3 de Silvio Santos, à direção artística do SBT reanima colegas de trabalho de plantão na sede da Anhanguera. Faltava alguém disposto a intermediar as negociações entre artistas da casa e patrão, o que ficou evidente no caso da saída-surpresa de Hebe.

 

Lei de incentivo via Ancine pavimenta a iniciativa da Record e da produtora Contém Conteúdo para a realização de As Mãos do Meu Filho, especial baseado em conto de Érico Veríssimo que a emissora leva ao ar hoje à meia-noite.

 

O docudrama Nascemos para Cantar, sobre a trajetória de 40 anos de Chitãozinho e Xororó, produção da Gullane Filmes para a noite de Natal na tela da Record, também foi realizado com apoio de leis de incentivo da Ancine.

 

André Trigueiro, jornalista, e Armando Strozenberg, publicitário, participaram da gravação da série Por que a gente é assim, que estreia em fevereiro no canal Futura.

 

Por que a gente é assim quer estimular a reflexão sobre quatro temas que norteiam as escolhas diárias dos brasileiros: fé, consumo, educação e preconceito.

 

João Dória Jr. vai escolher novos conselheiros, mantendo um homem e uma mulher nas funções, em O Aprendiz. Como Cristiana Arcangeli já tem seu próprio reality – o Extreme Makeover Social – e sairá de cena, Dória acha mais adequado substituir também David Barioni.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.