'Assinei contrato só para a televisão'

11 Abril 2011 | 10h33

 

Calado desde que trocou a TV Cultura e a Rádio CBN pela Record News, Heródoto Barbeiro fala pela primeira vez sobre o novo emprego. Contou à coluna que comandará um novo telejornal no canal, previsto para estrear no final de abril, por volta de 21h/21h30. E terá ainda um programa semanal de debates. A seguir, pitadas da nossa prosa.

"A exclusividade foi uma decisão da Record" - Sobre sua saída também da Rádio CBN.

"Assinei um contrato só para televisão, não tenho perspectiva de trabalhar em rádio a curto prazo. " - Sobre a chance de vira a trabalhar numa eventual nova rádio da Record.

 

 

"Não fui contratado por uma igreja, fui contratado por uma empresa privada. Sou budista. Em nenhum momento foi discutido nada de religião, nem contra nem a favor." - Ao ser perguntado se o vínculo da Record com a Igreja Universal foi motivo de receio para aceitar a proposta da emissora.

"Essa pergunta você tem que fazer ao João Sayad (presidente da Fundação Padre Anchieta/TV Cultura). Toda vez que muda a direção, muda a programação, é normal" - Ao ser questionado se uma pergunta sua sobre pedágios, ao então candidato José Serra, havia motivado sua saída do 'Roda Viva', na TV Cultura.

"Pra mim, com 65 anos, foi uma grande satisfação terem me convidado."

 

 

26

pontos foi a média da prévia de audiência do último capítulo de Araguaia, na Grande São Paulo, sexta-feira, em vaga a ser ocupada por Cordel Encantado, hoje

 

 

‘‘Lara com Z pegou a faixa de audiência que me interessava: a que acredita que ainda há vida inteligente na televisão. O resto é Ídolos.

Aguinaldo Silva, no Twitter

 

Reynaldo Boury entrou para os quadros do SBT em igualdade de condições com Del Rangel, que antes atendia como diretor de Teledramaturgia da casa. Segundo a emissora, ambos respondem hoje como Diretor Geral de Núcleo - um para as novelas de Tiago Santiago, outro para as novelas de Iris Abravanel.

Por falar em SBT, convém um adendo sobre nota publicada aqui, dando cabo que contratos como o de Eliana e Roberto Justus preveem multa rescisória, diferentemente da política adotada recentemente pela casa: esses são acordos fechados antes da crise no Banco Panamericano.

E assim como Gabriel Braga Nunes, egresso da Record, Tuca Andrada, vindo do mesmo canal para a mesma Globo, assinou contrato por obra certa para virar cangaceiro temido em Cordel Encantado.

Bia Seidl aumenta a fila de participações especiais na novela Insensato Coração. Entra em cena como uma prima que há de causar inveja em Wanda (Natália do Vale).

Fala que eu Não te Escuto, websérie de Cláudio Thebas (do Jogando no Quintal) teve 23 mil acessos em 7 dias. Sem ficção, atesta que as pessoas respondem sem saber o que foi perguntado.

No filme, Thebassai por aí fazendo perguntas como "eu vou estourar um caixa eletrônico, qual é o mais próximo, por favor?". E é atendido: http://migre.me/4diG2

Os 50 anos do ParqueNacional do Xingu serão alvo de série a ser produzida este ano pelo Fantástico. A ideia é refazer o caminho trilhado pelos irmãos Villas-Boas.

Dois canais pagos somem de cena no dia 1º e dois novos entram em seus lugares, sem mudar de mãos: é tudo questão de nomenclatura: além do Fashion TV, que vira Glitz, o Animax vai virar Sony Spin.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.