Assinante da NET poderá votar em script

A NET lança amanhã, no Fórum Brasil de TV, o 2º NET Lab TV, concurso para novos roteiristas, que no ano passado atraiu 1,8 mil inscritos do Brasil todo. A novidade da vez é a abertura de voto aos assinantes da operadora, que poderão escolher dois dos oito premiados - quatro roteiros de não ficção, que receberão R$ 10 mil, e quatro de ficção, contemplados com R$ 15 mil. O prêmio maior, no entanto, é a chance de o profissional emplacar seu projeto em algum canal. Mesmo quem não estiver entre os oito eleitos tem chance: programadoras e produtoras terão acesso aos 40 projetos semifinalistas. Mais informações: www.netlabtv.com.br

Cristina Padigione, O Estado de S.Paulo

03 Junho 2014 | 02h06

É o neto da dona Irene

Cadu Libonati, um dos meninos que vêm merecendo larga preparação da Globo para o lançamento de Malhação Sonhos, nova temporada da novela, tem intimidade com o mundo da fama desde pequeno. Neto de Irene Ravache, ele aprimora no Projac o talento que já tinha para a dança, que guiará seus passos em cena. Estreia após a Copa.

Um adendo sobre o NET Lab: dos oito premiados em 2013, seis projetos estão encaminhados com produtoras independentes e, desses dois já estão em negociação com canais pagos. Segundo Fernando Magalhães, diretor de Programação da NET, um desses é de fora do eixo Rio-São Paulo. 

Pensão. Uma 3ª temporada do Vai que Cola é produção praticamente certa no Multishow, mesmo antes da estreia da 2ª temporada - que acontecerá em 1º de setembro, com edição ao vivo. Mas há um porém: o programa poderá ter de encontrar outra hospedagem para ser gravado. 

Pensão. É bem possível que a Olimpíada motive obras no Complexo Aquático que cerca o HSBC Arena, afetando o local onde o Vai que Cola pode instalar, com folga, seu palco giratório. A produção já pensa em novo endereço.

A Globo comemora o acerto na troca da programação infantil pelo auditório de Fátima Bernardes. Do início do Encontro para cá, um balanço do Ibope aponta que a audiência da emissora cresceu 12% no Painel Nacional de TV e 14% na Grande São Paulo, enquanto a Record perdeu 20% em território nacional e 7% em São Paulo.

Além dos números no Ibope, a substituição de Bob Esponja por Fátima Bernardes pode ser celebrada também em faturamento. Com as restrições cada vez maiores na publicidade infantil, a Globo pode se esparramar à vontade em merchandisings e breaks do Encontro.Ainda na tecla do Ibope, mas trocando de canal, Eliana fez anteontem sua melhor performance do ano, com 9,3 pontos de média para o SBT em São Paulo. A média mensal de maio foi a maior desde agosto de 2013, com 8 pontos, um crescimento de 26% em relação a maio do ano passado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.