Divulgação
Divulgação

Ashton Kutcher substituirá Sheen em 'Two and A Half Men', diz revista

'Hollywood Deadline' afirma que ator assinou contrato com a CBS; empresa não se pronuncia

REUTERS

13 de maio de 2011 | 10h36

O ator Ashton Kutcher fechou um acordo na quinta-feira para substituir Charlie Sheen em uma versão renovada da comédia de sucesso de TV Two and A Half Men.

A revista Hollywood Deadline disse que Kutcher, de 33 anos, marido da atriz Demi Moore, assinou o contrato para se unir ao elenco da série da CBS quando o programa retornar para sua nona temporada.

Segundo o Hollywood Reporter, o ator de That '70s Show estava concluindo as negociações na noite de quinta-feira.

A CBS e a produtora de Two and a Half Men, a Warner Bros. Television, se negaram a comentar a notícia, que foi divulgada uma semana antes de a CBS - a rede televisiva mais vista nos EUA - apresentar sua nova temporada aos anunciantes em Nova York em 18 de maio.

Sheen foi demitido em março de seu papel como o protagonista solteirão e mulherengo após semanas de comportamento escandaloso em sua vida particular e por insultar publicamente os produtores da série. A produção da série também foi suspensa para o restante dos oito episódios da temporada de 2010-11.

Os produtores vêm tentando, desde então, reformular a série sem Shean, ou acrescentar novos personagens. Na quarta-feira, fontes do setor disseram que o ator britânico Hugh Grant havia se retirado das negociações alegando "diferenças criativas".

Kutcher é mais conhecido por seu papel como o jovem atrapalhado da série That '70s Show, comédia que ficou no ar por oito temporadas na Fox e continua sendo popular.

Sua carreira no cinema tem sido menos bem-sucedida. Seu último filme estreou em janeiro, a comédia romântica Sexo sem Compromisso, com Natalie Portman. Ele também é fã do Twitter, e tem nada menos que 6,8 milhões de seguidores.

Two and A Half Men é a série de comédia mais assistida nos Estados Unidos com uma audiência habitual de 15 milhões de telespectadores, e tem sido uma fonte lucrativa de receita publicitária para a CBS e para a Warner Bros.

Sheen, de 45 anos, que nos últimos 12 meses tem participado de maneira intermitente de programas de reabilitação para usuários de drogas e álcool, ganhava mais de 1,2 milhão de dólares por episódio, sendo o ator mais bem-pago da TV norte-americana.

A Warner Bros. negou categoricamente as declarações de Sheen de que o estúdio estava negociando seu retorno à série, e disse que não havia chance de ele voltar ao programa.

(Reportagem de Jill Serjeant)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.