SBT/Divulgação
SBT/Divulgação

Aposta do SBT, menina Maisa explora mundo animal em novo programa

Carla Fioroni divide a apresentação de 'Mundo Pet' com a queridinha de Silvio Santos

Gabriel Perline, O Estado de S.Paulo

11 Outubro 2014 | 16h41

Os cachos à la Shirley Temple já não existem mais. E a espontaneidade efusiva, que vitimou até mesmo o patrão Silvio Santos, hoje se manifesta de maneira mais comedida. Diamante lapidado do SBT e pedra no sapato da rainha dos baixinhos, Xuxa, na briga pela audiência, Maisa Silva tem um novo programa para chamar de seu. À frente do Mundo Pet, que estreia domingo (12), às 9h, a menina prodígio, no alto de seus 12 anos de idade, ‘adulteceu’. “Queria apresentar um programa sobre animais, porque também quero ser bióloga. Se um dia eu sair da TV para estudar e voltar, quero usar todos os meus conhecimentos. Foi uma oportunidade inesperada e fiquei muito feliz”, diz, pausada e corretamente, como se tivesse ensaiado cada vírgula de seu discurso.


Maisa em nada lembra aquela menina explosiva que fez sucesso no comando das atrações infantis do SBT. E sua eloquência tampouco deixa transparecer a idade. “Comecei a ler aos três anos, sei que fui precoce”, justifica. “E tenho o hábito de ler bastante. Não passei por nenhum treinamento para ser apresentadora, para ser atriz e muito menos para dar entrevistas. Sou desse jeito aqui, na escola e na minha casa”, garante.

Agora, no comando do Mundo Pet, a menina diz realizar um antigo sonho. “É uma felicidade inexplicável. Uma realização profissional”, vibra.

Nos 13 episódios encomendados para esta primeira temporada, Maisa dividirá o comando com Carla Fioroni, a Ernestina de Chiquititas, apresentando curiosidades sobre o universo dos bichos de estimação. “A ideia é mesclar a reação espontânea de uma criança no convívio e trato com os animais e um posicionamento um pouco mais sério de um adulto”, explica Daniela Busoli, CEO da Fremantle, responsável pelo formato. “É um programa voltado para toda a família, pois, em quase todos os lares brasileiros, há um animal que faz parte do convívio de seus donos. Na TV aberta, não há nenhum programa com esta dinâmica”, enfatiza.

A atração não será focada exclusivamente em cães e gatos, e mostrará pets pouco convencionais, como a gansa Bebê, que até anda de coleira. “De bebê ela não tem nada. É grande e gorda”, diz Maisa. “Todo mundo sabe que tenho um pouco de medo de aves, principalmente de pombos. Mas não tenho nada contra pombos, tá? E, quando a peguei no colo, me deu um pouco de aflição, mas, no final, foi muito divertido.”

Além de exibir pets curiosos, o programa terá uma grande oferta de serviços, com o objetivo de esclarecer alguns mitos e curiosidades da audiência. Dicas de adestramento estão previstas para todos os episódios, além de indicações dos pets ideais para quem quer, pela primeira vez, ter a companhia de um animal em casa.

Luisa Mell, apresentadora e ativista da causa animal, reforça o time no comando do quadro SOS Pet, mostrando, semanalmente, casos de denúncias de maus-tratos e resgate de animais. “Brigo por esta causa desde 2002, quando apresentei o Late Show, na RedeTV!. Mesmo sendo uma emissora pequena, com alcance limitado, tive um retorno excelente do público. Agora, no SBT, que tem um público maior, minha expectativa é que mais pessoas se sensibilizem com este universo e não tenham medo de denunciar os casos que conheçam”, diz.

Com três episódios já finalizados, o programa promete estreitar o relacionamento com a audiência e promover ações por meio das redes sociais, para que o público dê a seu pet os sonhados cinco minutos de fama. “Quem tem animal de estimação costuma exibi-lo com orgulho. E isso será possível aqui. Os detalhes para participar serão divulgados ao longo dos episódios”, avisa Daniela Busoli.

Mais conteúdo sobre:
Maisa SilvaSBTLuisa Mell

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.