'Anota Aí' e nova temporada do 'Lugar Incomum' dão destaque a atividades radicais

Programas têm menos turismo e mais emoção

João Fernando, O Estado de S. Paulo

04 de novembro de 2014 | 03h00

Apesar de voar na classe econômica, Titi Müller recebeu upgrade para gravar Anota Aí - Os 10 Mais, programa novo de viagens do Multishow, exibido todas as segundas, às 22 horas. A experiência anterior, quando rodou o Mochilão, na extinta MTV Brasil, foi bem diferente. “Naquele programa, fui de van”, relembra a apresentadora, que rodou oito países em 40 dias para dar dicas curiosas ao redor do mundo. 

Cada um dos 14 episódios tem um tema, como dez maneiras de ser VIP pelo mundo e pizzas para encher a barriga. “Comi uma de caviar, que custou US$ 1 mil”, conta a gaúcha, que também experimentou um hambúrguer de US$ 5 mil, em Las Vegas, que levava foie gras e trufas na receita. “Esse me deu piriri. Eu me senti mal porque tem gente que paga por isso.”

Entre os apuros pelos quais Titi passou está um salto de um prédio a uma altura de 125 metros, em Berlim. “Foram cinco horas de crise de pânico. Desisti do salto umas três vezes. No que faço, eu me jogo. Em algum momento, sabia que teria de me jogar literalmente”, diz a apresentadora, que encarou situações inusitadas, como um tratamento de pele com farelo de arroz a 75ºC, em Tóquio. “Minha pele ficou incrível, mas saí de lá revendo os conceitos (de sofrer pela estética). Já fiz depilação a laser. Agora, não faço mais nada que doa”, avalia.

Mesmo com os momentos complicados em montanhas-russas e aviões - “Tomo ansiolítico quando tenho de pegar um voo” -, a gaúcha afirma ter gostado. “Foram férias remuneradas”, compara ela, que garante ter se surpreendido até com os destinos que já conhecia. “Cada experiência é diferente.”

Até nos momentos difíceis, Titi Müller passou por situações cômicas, como as entrevistas nos guichês de imigração em países onde não havia tido tempo de tirar visto de trabalho. “Acharam estranho eu passar por tantos países e ficar três ou quadro dias em cada um. O agente falou: ‘Você deve ser rica’. E respondi: ‘Já que você tocou no assunto, sou rica mesmo’”, relembra, às gargalhadas.

Mundo novo. Em ritmo também acelerado, Didi Wagner percorreu oito cidades da Suíça na nova temporada do Lugar Incomum, que vai ao ar meia hora antes do Anota Aí, às segundas. Depois de explorar lugares como Nova York, Los Angeles, Paris e Istambul, a loira foi atrás de segredos da pequena nação europeia. “O que me surpreendeu é que é um país ligado em esportes. Como a vida é relativamente pacata e eles têm aqueles alpes à disposição, criaram atividades. Voltei com a sensação de que fiz de tudo, até slack line a 20 metros de altura”, contou ao Estado.

Em meio às modalidades radicais, a apresentadora teve atividades com menos emoção, como trekking na companhia de lhamas. Didi também aproveitou a cozinha suíça, como racletes e chocolate. “Tem uma cena do primeiro episódio em que coloco a mão no bolso e encontro um pedaço de chocolate. É a prova cabal de que ele me acompanhou. Mas não engordei porque fiz muitas coisas”, relata a loira, impressionada com a mudança de idioma nos poucos quilômetros que percorria. “Estava em uma estrada com placas em alemão e, de repente, apareciam outras em italiano.” Sem saber o próximo destino, Didi tem uma vontade. “Adoria ir à China.”

Tudo o que sabemos sobre:
Anota AíLugar IncomumTiti Müller

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.