Amy Winehouse, a mulher pop do ano

O furacão britânico solta a voz em show do CD Back to Black, um dos melhores de 2007

Lauro Lisboa Garcia, O Estado de S.Paulo

29 de dezembro de 2007 | 20h51

Lançado em 2006 na Inglaterra, o segundo álbum de Amy Winehouse, Back to Black, aconteceu neste ano, em que também saiu no Brasil e figura na lista dos melhores. Campeão absoluto na Grã-Bretanha, com 1,8 milhão de cópias vendidas, é um fenômeno em tempos de pirataria e downloads de graça.   O show baseado nas canções do álbum também saiu em DVD por aqui pela Universal. E é igualmente sensacional. Em tom de autoironia, o título já avisa: I Told You I Was Trouble. O furacão Amy foi a estrela pop a aparecer nos tablóides britânicos com mais freqüência este ano, obviamente por conta de atitudes nada comportadas: escândalo por excesso de bebida foi o mínimo. Pelo que se vê em outros vídeos, isso nem sempre faz bem para a poderosa voz da cantora.   Para felicidade geral, neste show gravado em abril no Sheperd's Bush Empire, ela está meio doidona, mas inteiraça. Cantando muito, como uma diva soul, entre emocionante e divertida, acompanhada de uma superbanda. Além das ótimas canções de Back to Black, como Rehab, e a faixa-título, ela ainda dá de brinde covers deliciosos de Doo Wop, de Lauryn Hill, e Hey Little Rich Girl, dos Specials. Nos extras tem um minidocumentário.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.