Michael Becker/Efe - 18/01/11
Michael Becker/Efe - 18/01/11

'American Idol': Jennifer López melhor do que Cowell

Cantora segue a linha dos novos jurados e é mais branda em suas críticas, ao contrário do time anterior

David Bauder, da Associated Press

20 de janeiro de 2011 | 17h37

 

Foi um American Idol mais suave sem o mordaz Simon Cowell e a chegada de Jennifer López como juíza, que pareceu sofreu ao rechaçar um concorrente durante o famoso programa de TV.

 

"Oh, Deus meu, odeio isto!", disse. "Por que decidi participar disto? Quero ir para minha casa".

A popular combinação de concurso de canto com programa de realidade simulada experimenta várias mudanças em sua décima temporada na Fox.

 

Cowell, o vilão favorito do grupo de juízes, já não estava presente. O mesmo aconteceu com Kara DioGuardi e Ellen DeGeneres, que foram substituídas por López e o cantor do Aerosmith, Steven Tyler. O juiz Randy Jackson permaneceu em seu lugar.

 

A estreia, no entanto, não teve a audiência esperada. A Nielson Co. anunciou que 26,1 milhões de pessoas viram o programa, o que representa cerca de 13% menos dos 29,9 milhões que viram o debute do ano passado.

 

A diferença desta temporada foi o destaque do positivo, o que indica que os produtores estão dando um tom diferente.

 

As audições em Nova Jersey terminaram com dois emocionantes relatos: a filha de uma sobrevivente de câncer de Staten Island e um adolescente do bairro do Bronx que lutou pelo seu sonho apesar de viver com sua família em um refúgio para indigentes. Com somente 16 anos, cada, ambos agradaram os juízes.

Tudo o que sabemos sobre:
Jennifer López'American Idol'

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.