'Agora estou free like a bird'

Viajar, cantar e escrever. Estes são os planos de Glória Maria para os próximos dois anos

Shaonny Takaiama, O Estado de S.Paulo

12 de janeiro de 2008 | 21h43

No período que tirou para descansar, Glória Maria não pretende parar. "Eu sou uma pessoa inquieta naturalmente e não quero me acomodar nunca", diz. As viagens, que se tornaram sua marca registrada na TV, ocuparão grande parte de seu tempo nos próximos meses. "Quero passar um tempo em lugares como a China, que eu visitei en passant fazendo matérias. Quero poder viver, olhar, sentir e aprender mais do que eu aprendi." E os destinos? Três meses no Haiti e outros três em aldeias da África.Dessas viagens, Glória Maria tirará o material para uma espécie de diário de bordo que será publicado. "O livro vai ser mais ou menos a minha história, porque não tem muito como não ser, né? Vou escrevê-lo um pouco em cada lugar, vou viajar para vários países e várias partes do Brasil."Outros detalhes sobre o fio condutor do livro ela não revela e ainda faz mistério. "Vai ser um livro realidade com aparência de ficção porque vai ser tão real, mas tão real, que muita gente vai achar que é ficção." Ok, Glória, vamos esperar ele sair para sanar a curiosidade.CantoraCausou surpresa em muita gente a decisão de Glória Maria de fazer aulas de canto para, em 2009, quem sabe, gravar um disco. "Eu sempre canto em jantares de amigos. É um sonho que eu sempre tive, se não fosse jornalista eu gostaria de ter sido cantora." Glória mostra que realmente gosta de cantar - não cabe aqui julgarmos se ela tem talento ou não. Durante a entrevista, dá uma palhinha de Vivo Sonhando, música de Tom Jobim que ela cantou na campanha de ano novo de 1992 da Rede Globo, a famosa Tente, Invente. A quem torce o nariz para seu novo projeto, ela dispara: "Por que eu não posso gravar um disco? É meu direito, nem que seja para eu ouvir sozinha! (Risos). É a minha vida. Viver é realizar sonhos."

Tudo o que sabemos sobre:
Glória MariaGloboFantástico

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.