O Estado de S.Paulo

16 de agosto de 2009 | 00h41

Depois dos tabefes de Melissa (Christiane Torloni) em Yvone (Letícia Sabatella), foi a vez de Abel (Anderson Muller) descobrir por que, afinal, aquele "você não vale nada, mas eu gosto de você" toca toda vez que sua mulher, Norminha (Dira Paes), aparece em cena de Caminho das Índias. Há alguns capítulos desconfiado, Abel dispensou o "leitinho" com calmante que a mulher lhe enfiava goela abaixo todas as noites e saiu no seu encalço pelas ruas da Lapa - para dar de cara com a cabrocha beijando um fulano numa rodinha de pagode. No barraco, destaque para a cara de pau de Norminha: "Agora, quem não te quer mais sou eu, Abel!"

VEJA - Abel flagra Norminha: http://tinyurl.com/o26sfz

Olhos de ressaca

http://tinyurl.com/qn8PGR

É de assustar a cara de Dedina (Helena Ranaldi) nesta cena de A Favorita, quando ela é apanhada pelo marido na cama quentinha de Damião (Malvino Salvador).

Escada abaixo http://tinyurl.com/lxcos8

Vestida de noiva, a vilã Isabela (Claudia Ohana) é flagrada pelo noivo, Diego (Marcos Frota), aos beijos com o amante, em A Próxima Vítima (1995). Acaba rolando escada abaixo.

Cegueira

Histórica e brilhante, a solução do autor Aguinaldo Silva para o flagra que Perpétua (Joana Fomm) dá na irmã Tieta (Beth Faria), que dividia a cama com o sobrinho Ricardo (Cássio Gabus Mendes).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.