A volta do Bandido da Luz Vermelha

Restaurado, o clássico do cinema marginal dos anos 1960 tem uma hora de extras na versão DVD

Antonio Gonçaves Filho, O Estado de S.Paulo

24 de novembro de 2007 | 21h04

Realizado há 40 anos, O Bandido da Luz Vermelha virou um filme de referência do cinema feito no Brasil na época em que o tropicalismo dominava como linguagem o teatro e a MPB.   O longa de Rogério Sganzerla pega carona na figura de um notório maníaco da época - um bandido que usava uma lanterna vermelha e matou várias pessoas - para construir uma parábola sobre o Brasil, reunindo personagens como detetives incompetentes, políticos corruptos e prostitutas de nomes improváveis.   O DVD traz uma hora de extras, incluindo curtas de Sganzerla, depoimentos e o trailer do filme, apresentado em versão restaurada pela Cinemateca Brasileira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.