24 Horas: A Redenção resgata Jack

Filme que dá início ao 7.º ano da série chega quarta-feira em DVD somente para locação

Etienne Jacintho, O Estado de S.Paulo

04 de janeiro de 2009 | 00h04

Não poderiam ter escolhido melhor título para o longa-metragem 24 Horas: A Redenção, que dá início à história que será abordada na 7ª temporada da série de Jack Bauer. O filme, dirigido por Jon Cassar, marca a redenção de um herói que sofreu com o enredo fraco da última temporada de 24 Horas, apesar de Kiefer Sutherland acreditar que o 6º ano teve altos e baixos como todas as temporadas anteriores. "Nunca fizemos uma temporada perfeita", disse o ator durante uma conversa com oito jornalistas de diferentes países, incluindo a jornalista do Estado. "Sempre tivemos problemas nos episódios de 12 a 15, mas fomos bem no começo da temporada e no final. Concordo com muito do que foi dito, mas acho que foram os quatro melhores episódios finais que já fizemos e, provavelmente, os melhores dez primeiros."De qualquer forma, a palavra "redenção" também pode ser ligada a Jack Bauer por outro motivo. Afinal, na 6ª temporada, o herói teve de combater um inimigo íntimo: o próprio pai. Agora, Jack está de volta em grande estilo para provar que pode salvar o mundo, mais uma vez. Quem quer salvar o mundo, porém, precisa começar com ações teoricamente simples, como ajudar criancinhas na África. E isto é o que Jack fará no filme.SALVEM AS CRIANCINHASO enredo traz um Jack sensível, que, fugido, está abrigado na casa do amigo de longa data Carl Benton, que tem uma escola para reabilitação de crianças africanas atingidas pelas guerras civis. Carl é interpretado pelo ator Robert Carlyle (o malvado Begbie, de Trainspotting) que, curiosamente também é amigo de longa data de Kiefer Sutherland. "Fiz um filme com Kiefer creio que há 10 anos, no Havaí", conta Carlyle. "Não foi um grande filme, mas nos demos muito bem. Nos mantivemos em contato e sempre houve a possibilidade de eu participar de 24 Horas. Então, esse personagem apareceu e foi perfeito, de verdade, porque são dois amigos que não se veem há muito tempo... Velhos amigos." Carlyle não via Kiefer desde a filmagem no Havaí. 24 Horas: A Redenção tem ritmo frenético e muita, muita coisa acontece, das 15 às 17 horas, no horário de Bauer. Na África, o público vê Jack ser encontrado pelo agente do governo Frank Trammell (Gil Bellows). Para continuar sua fuga, Jack decide se mandar da casa de Carl e se recusa a voltar aos Estados Unidos para ser julgado pela desobediência às ordens do presidente na última temporada. Claro que o plano de fuga vai por água abaixo quando as crianças que estão sob a guarda de Carl passam a correr perigo. Então, Jack se compromete a ajudar o amigo, mesmo correndo o risco de acabar nas mãos do inimigo, nos portões da embaixada americana. Enquanto isso, nos EUA, os espectadores acompanham a presidente eleita Allison Taylor (Cherry Jones, leia ao lado) no dia de sua posse. Como se não bastasse a difícil transição presidencial, Taylor ainda terá um problema doméstico: um amigo de seu filho tem informações importantes sobre a venda de armas para as guerrilhas africanas e sua vida está ameaçada. Pior é que o filho da presidente tem um ar bem suspeito... Mas essa parte da história será desenvolvida apenas na 7ª temporada. O longa-metragem chega em DVD para locação, na quarta-feira, mas só será exibido no canal Fox no fim de março, antes da estreia do 7º ano no canal, em abril.

Tudo o que sabemos sobre:
jack bauer24 horas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.